Você conhece a doença de Crohn? - Hospital viValle

Você conhece a doença de Crohn?

04/12/2012

Você conhece a doença de Crohn?

 

 A doença de Crohn é uma enfermidade inflamatória que pode se manifestar em qualquer parte do tubo digestivo, que vai desde a cavidade oral até a região anal. É mais comum na parte final do intestino delgado (íleo) e o intestino grosso (cólons).

 

 Apesar de afetar tanto adultos como crianças, não se trata de uma doença contagiosa, e não há predominância de sexo. Suas causas ainda não estão esclarecidas, mas uma maior incidência dentro de núcleos familiares (10 a 25%) indica importância dos fatores genéticos. Outros fatores tais como o contato com antígenos (vírus e bactérias), fatores comportamentais (estilo de vida, tabagismo, hábitos alimentares) e emocionais podem representar algum nível de importância em sua apresentação, caracterizando esta doença como multifatorial.

 

 A doença de Crohn é uma enfermidade crônica e apesar de ter um tratamento disponível, ainda não há uma cura definitiva. Ao longo da vida do paciente, podem haver  crises agudas recorrentes, bem como longos períodos de ausência dos sintomas, chamado de remissão. O tratamento pode ser medicamentoso ou cirúrgico, e podem influenciar positivamente no controle da doença.

 

 

Sintomas

 

Os sintomas mais comuns são:

– Estomatites (aftas);

– Diarreia;

– Dor no abdômen;

– Perda de peso;

– Febre.

 

 

Podem ocorrer também:

– Inflamação do intestino delgado (principalmente do íleo terminal, em 80% dos casos);

– Inflamação do intestino grosso (colite);

– Estreitamento (estenose), em especial no intestino delgado;

– Distensões do abdome, com dores parecidas com cólicas e dificuldade para a eliminação de gases intestinais;

– Obstrução parcial ao esvaziamento do conteúdo intestinal;

– Fístulas no anus e região perianal;

– Outros problemas fora do tubo digestivo afetando a pele, articulações, olhos, fígado e vasos (manifestações extraintestinais).

 

 

Diagnóstico

 

Os exames laboratoriais são importantes no diagnóstico e controle da enfermidade. A colonoscopia com biópsia e avaliação do íleo terminal é o melhor recurso para o diagnóstico da doença. O exame histopatológico do material colhido na biópsia pode confirmar a suspeita.

 

A tomografia computadorizada do abdome pode ser útil na identificação de fístulas entre alças intestinais e outras alterações. Outros exames como radiografias do abdome, exame contrastado do intestino delgado podem ajudar.

 

 

Tratamento e Controle

 

A desnutrição é comum em adultos e crianças e pode provocar atraso no crescimento se a doença surgir na infância. A evolução da enfermidade pode variar de acordo com as manifestações intestinais e/ou extraintestinais.

 

O tratamento depende do grau de gravidade e dos sintomas manifestados, mas é quase sempre iniciado com medicamentos. Várias medicações podem ser associadas com o objetivo de fazer regredir a inflamação dos tecidos.

 

Alguns casos necessitam de intervenção cirúrgica para tratar possíveis complicações. A indicação mais comum para cirurgia é o tratamento do estreitamento intestinal.

 

Os especialistas que fazem o diagnóstico, tratamento e acompanhamento da doença de Crohn são o Gastroenterologista, o Coloproctologista e o Cirurgião do Aparelho Digestivo. Os pacientes que convivem com a doença por mais de 10 anos precisam fazer o controle periódico com o exame de colonoscopia. O acompanhamento é muito importante porque esses pacientes, já que possuem um maior risco maior de apresentar displasia e neoplasia intestinal (crescimento anormal dos tecidos afetados).

Veja também