Inscrições abertas: Residência Médica em Medicina Intensiva

Com o objetivo de formar profissionais especialistas no atendimento de pacientes críticos, a Medicina Intensiva é uma das especialidades oferecidas pelo Programa de Residência médica IDOR/RDSL.

Medicina Intensiva está entre os cursos lançados no Programa de Residência Médica do Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino (IDOR) e da Rede D’Or São Luiz (RDSL). No currículo do programa estão enquadrados conhecimentos de fisiologia, procedimentos da clínica médica, farmacologia e outros campos que incluem formação ética e humanizada para o tratamento e assistência ao paciente grave. O programa é desenvolvido em hospitais de alta complexidade que trazem estrutura, tecnologia de ponta, diversidade de pacientes, multidisciplinaridade e convivência com diversas outras especialidades médicas.

Devido à sua formação, médicas e médicos intensivistas têm a possibilidade de permanecer no ambiente de terapia intensiva ou de atuar em diversas subespecialidades como gestão, terapia nutricional, cuidados paliativos, neurointensivismo, ensino, entre outros. A Residência Médica em Medicina Intensiva do IDOR/RDSL oferece um preparo completo aos seus residentes, baseada em metodologias ativas de ensino, que unem conhecimentos práticos e científicos de alta qualidade.

Ademais, a preceptoria do curso é composta por especialistas, titulados pela Sociedade Brasileira de Medicina Intensiva, que têm experiência em docência e pesquisa clínica, além da experiência em publicações científicas nacionais e internacionais. “O IDOR/RDSL oferece a possibilidade do aluno entrar em contato com hospitais de alta complexidade e tecnologia de ponta. As metodologias ativas de ensino também se encontram presentes nas grades curriculares, tornando o processo pedagógico mais fluido e profundo.” comenta a Dra. Alessandra Thompson, coordenadora do programa. 

O mercado de trabalho em Medicina Intensiva possui demanda por profissionais qualificados, pois o reconhecimento como especialidade tem crescido em âmbito mundial, o que gera demanda por práticas especializadas no ambiente hospitalar crítico. Ao final do programa, os residentes terão a capacidade de desenvolver com profissionalismo e ética os conhecimentos teóricos e práticos aprendidos no curso, além de aprenderem capacidades profissionais como trabalho em grupo, liderança, observação, criticidade e produção de trabalhos científicos.

Saiba mais sobre a Residência Médica em Medicina Intensiva e inscreva-se aqui!