Mercado em ascensão

Diferentes setores empregam cada vez mais tecnólogos em radiologia. Este ano, o IDOR vai iniciar, nesta área, o seu primeiro curso de graduação superior.

Hospitais, clínicas veterinárias, aeroportos, plataformas de petróleo. Esses são apenas alguns exemplos de locais onde o tecnólogo em radiologia pode atuar. Pensando nesse amplo leque de atividades, cuja demanda cresce cada vez mais no Brasil, o Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino (IDOR) lança nesta área o seu primeiro curso de graduação. As inscrições para o vestibular estão abertas até 30 de abril de 2019.

“O mercado de trabalho para o tecnólogo em radiologia está em franca ascensão no país, uma vez que a cultura de proteção radiológica tem crescido significativamente e os órgãos fiscalizadores e regulamentadores têm estado mais conscientes e mais preparados para visitar os serviços que possuem equipamentos emissores de raio-x ou fontes radioativas”, conta a coordenadora do curso, Tainá Olivieri Chaves. Nesses serviços, o tecnólogo em radiologia é responsável, por exemplo, por indicar a melhor forma de operar os equipamentos de modo a reduzir a exposição humana à radiação.

Além disso, o profissional da área pode orientar a aquisição ou troca de equipamentos radiológicos, com base na segurança e na qualidade da imagem obtida, sugerindo a incorporação de novas tecnologias sempre que haja necessidade. Entre os procedimentos nos quais a participação do tecnólogo em radiologia é fundamental estão a ressonância magnética, a tomografia e a radiografia.

“Assim, podemos dizer que o hospital e as clínicas radiológicas são dois dos principais locais de trabalho do tecnólogo em radiologia”, comenta Chaves. Os alunos do Curso Superior de Tecnologia em Radiologia do IDOR terão estágio curricular garantido nas unidades da Rede D’Or São Luiz, o que lhes permitirá aprofundar sua formação na prática médica. “Vale lembrar que a Rede é hoje o maior grupo hospitalar privado do país, o que fortalece também a possibilidade de absorção dos alunos egressos nas equipes de suas clínicas e hospitais”.

Embora a atuação na área da saúde seja a mais comum, o tecnólogo em radiologia pode trabalhar em diversos outros setores, incluindo o de portos e aeroportos, em que é responsável pela avaliação de risco de cargas, por exemplo. Na indústria petrolífera, por sua vez, o profissional ajuda a avaliar o estado de conservação de dutos e outras

instalações. Já no setor de transportes, pode contribuir para a identificar defeitos em peças de carros, ônibus ou aviões. “Há muitas possibilidades de atuação, e nosso curso vai preparar o aluno para cada uma delas”, conclui a coordenadora.

Graduação no IDOR

O Curso Superior de Tecnologia em Radiologia, oferecido pelo IDOR, terá a duração de três anos, divididos em seis semestres. As aulas serão no período noturno e o corpo docente contará com os principais especialistas na área, atuantes na Rede D’Or São Luiz. Além disso, nosso aluno terá garantida a oportunidade de realizar o seu estágio curricular supervisionado obrigatório nos hospitais da Rede, equipados com o que há de mais moderno em termos de aparelhos e recursos humanos altamente qualificados.

Para mais informações sobre as formas de ingresso, o investimento e o programa didático, acesse a página do curso.

?