Pesquisadoras do IDOR são homenageadas em matéria da Veja sobre estudo com a Vacina de Oxford.

“No centro dos esforços para oferecer ao mundo um imunizante contra a Covid-19 em tempo recorde estão sete pesquisadores brasileiros”, diz a matéria. Dentre eles, duas são pesquisadoras do IDOR: Dra. Ana Pittella, do Hospital Quinta D’Or, no Rio de Janeiro, e a Dra. Ana Verena, do Hospital São Rafael, em Salvador. Ambos centros pertecentes à Rede D’Or São Luiz.

A matéria presta homenagem aos centros brasileiros que tornaram possível a aprovação da vacina de Oxford em tempo recorde, que é hoje o imunizante mais aplicado no mundo contra a Covid-19. Dos 10 mil voluntários recrutados no Brasil, 4 mil foram atendidos pelo IDOR, em suas unidades do Rio de Janeiro e em Salvador.

Confira a matéria clicando aqui (alguns veículos liberam visualização integral apenas para assinantes).

Veja também