Rede D’Or São Luiz patrocina compra de mamógrafo para o Hospital São Francisco de Assis

Aquisição veio através do Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica

Como mais um exemplo de apoio ao sistema público de saúde, a Oncologia D’Or, representando a Rede D’Or São Luiz, patrocinou a compra de um mamógrafo para o Hospital São Francisco de Assis, unidade que é referência no atendimento oncológico do SUS para as cidades de Jacareí, Santa Branca, Igaratá, Caraguatatuba, São Sebastião, Ubatuba e Ilhabela, no estado de São Paulo.

O único aparelho que o hospital possuía até então, foi comprado na década de 80. A aquisição do equipamento veio através do Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica (Pronon), que permite que empresas tributadas pelo lucro real destinem até 1% do seu Imposto de Renda para projetos de entidades filantrópicas na área oncológica.

Com o novo mamógrafo, a perspectiva é de que sejam ofertados 720 exames/ano. “O equipamento permite termos mais imagens com qualidade, podendo assim detectar lesões e fazer o diagnóstico mais preciso e precoce possível, bem como um tratamento melhor e menos cirurgias radicais”, destaca o oncologista André Prestes de Moraes. Atualmente, a mamografia é a melhor forma de diagnosticar um tumor precocemente, aumentando as chances de cura.

O câncer de mama é o segundo tumor mais frequente no mundo e o que tem maior incidência nas mulheres, havendo a estimativa de, somente no Brasil, 60.000 novos casos por ano. Se diagnosticado no estágio inicial, a chance de sucesso do tratamento é de 95%.

O novo mamógrafo vai ser ainda mais importante, pois há uma demanda que ficou reprimida na pandemia. Levantamento do Conselho Federal de Medicina, apontou que cerca de 30 milhões de procedimentos no SUS, entre exames e cirurgias, deixaram de ser realizados por causa da pandemia. A projeção é de que haja um aumento de procura conforme o país retoma a sua rotina.

 

Repost da Rede D’Or São Luiz.

Veja também