Residentes compartilham experiências sobre o enfrentamento da pandemia


Programa de Residência Médica IDOR/RDSL promove a série de lives “Covid-19: Residentes no Front”

Desde o início da pandemia, os médicos do Programa de Residência Médica do Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino (IDOR) estão atuando diretamente nos hospitais da Rede D’Or São Luiz (RDSL) para auxiliar no cuidado aos pacientes com Covid-19.

Visando compartilhar a experiência dos residentes na frente de combate ao novo coronavírus, o Programa de Residência Médica IDOR/RDSL está promovendo uma série de lives, intitulada Covid-19: Residentes no Front. Nessas webconferências, diversos residentes apresentam o que estão vivenciando no ambiente hospitalar, compartilhando seu aprendizado com colegas da área de saúde e demais interessados.

Na terça-feira passada (07/07), ocorreu a primeira edição do evento, onde 9 residentes relataram os principais procedimentos que estão realizando durante a pandemia, de acordo com a especialidade de cada um. Segue abaixo a lista de apresentações e de seus temas:

– Rafael Toledo: Anticoagulação e COVID-19.

– Andre Luiz Dias: Perfil dos pacientes internados com COVID-19 no hospital Quinta D’Or.

– Stephane Nery: Contribuição da imagem na COVID-19.

– Rafael Albuquerque: COVID-19-2 fenótipos – como identificar?

– Diego Lucas Soares: COVID-19: 2 fenótipos – como manejar a VM?

– Carlos Henrique Ferreira: Traqueostomia: quando e como?

– Renata Marcolino: Cirurgias realizadas durante a pandemia – quais os resultados?

– Mariana Bastos de Almeida: Epidemiologia e apresentação clínica pediátrica.

– Julia Távora: Síndrome inflamatória pediátrica sistêmica associada a SARS-COV-2.

 

Segundo a Dra. Alessandra Thompson, coordenadora da COREME e do Programa de Residência Médica em Terapia Intensiva do IDOR, os eventos também são uma valiosa forma de ensino. Considerando que cenários como o atual podem ser enfrentados novamente, os médicos devem estar sempre preparados e cientes de que o conhecimento é ainda mais eficiente quando formado coletivamente.

Ela acrescenta que além do evento prestigiar o trabalho dos residentes no enfrentamento da Covid-19, ele também lhes oferece uma experiência completa, pois envolve oratória para descrição de suas experiências aos colegas, estudo de bibliografia direcionada a cada área de atuação e montagem de uma apresentação padrão para congressos e simpósios, exercitando a capacidade de revisão e síntese dos médicos.

Ao fim do evento, Dra. Alessandra Thompson pediu para que os residentes definissem em uma palavra as lições que o momento histórico estava proporcionando a cada um, tanto como médicos, como seres humanos. Confira abaixo algumas das respostas:

“Superação. Aprendi a superar as falhas, aprender com o novo e a ver que a gente pode conseguir enfrentar tudo.”  (Mariana Bastos de Almeida)

“Organização. Muitas vezes me vi um pouco perdida, muitas coisas são novas. Conversar com os colegas entre os serviços, aceitar propostas e organizar o fluxograma são coisas muito importantes, tanto para o paciente, como para a gente, como para o hospital. Da emergência até a sala de imagem.” (Stephane Nery)

“União. Trabalho em equipe e comunicação efetiva estão sendo fundamentais no enfrentamento da pandemia.” (Renata Marcolino)

 “Humildade. A gente precisa saber que não sabemos de nada, que aprendemos mais uns com os outros e que vamos nos dando força para continuar nisso tudo. E vencer!” (Carlos Henrique Ferreira)

A próxima edição do Covid-19: Residentes no Front ocorrerá na segunda-feira do dia 20 de julho, às 17h. A apresentação desta webconferência será realizada pelos residentes alocados no Hospital de Campanha Lagoa-Barra da RDSL. Confira os temas das apresentações e inscreva-se clicando aqui.

Veja também