Técnicas minimamente invasivas em exames ginecológicos

Curso de Histeroscopia do IDOR visa capacitar ginecologistas a realizarem vídeo-histeroscopia diagnóstica e cirúrgica.

A histeroscopia visa a identificação de eventuais doenças existentes no útero. Em sua forma diagnóstica, ela pode ser realizada no consultório para visualizar o útero internamente, já a histeroscopia cirúrgica é programada em ambiente hospitalar para o tratamento de alterações encontradas anteriormente. Dentre os tópicos que a histeroscopia abrange, temos o tratamento de pólipos, miomas submucosos, espessamento endometrial, malformações da cavidade uterina, sinéquias entre outros.

Oferecido pelo IDOR/RDSL, o curso é destinado a ginecologistas com formação básica em histeroscopia e propõe aprimoramento diagnóstico e cirúrgico de profissionais para a certificação junto à Sociedade da área. No formato que se apresenta, a extensão é única no Brasil. Dentre seus diferenciais temos a etapa hands on que acompanha as cirurgias da equipe in loco, a preparação teórica e prática em simuladores para prova de certificação junto à FEBRASGO. Além de contar com o formato de aprimoramento diagnóstico e cirúrgico.

O crescimento da busca por técnicas minimamente invasivas traz mais procura ao curso, visto que cursos não existem no mercado cursos de aprimoramento com a infraestrutura técnica e Docente da Rede D’Or São Luiz. No mesmo, serão utilizados todos os materiais disponíveis na área de atuação da histeroscopia para aplicar na prática in vivo. Se desenvolverá o conhecimento de todos os materiais cirúrgicos disponíveis, a revisão teórica dos temas para prova de certificação de histeroscopia pela FEBRASGO, além das aulas ministradas no auditório do Hospital Perinatal Barra, que faz parte da RDSL. O curso também conta com simuladores virtuais.

Composto por médicos especialistas na área, o curso prepara os profissionais “a realizarem os procedimentos, em vez de encaminhar para outros profissionais habilitados”, diz Claudio Moura, coordenador do curso. Claudio, que trabalha em hospitais da RDSL há anos, afirma que o volume de cirurgias histeroscópicas de sua equipe permite a aplicabilidade no ensino. Ainda afirma que ao final o aluno estará preparado para realizar a prova de título e iniciar a realização dos procedimentos.

Saiba mais sobre o curso e inscreva-se aqui!

Veja também