Um novo Natal: aqui e do outro lado do mundo

Pesquisador do IDOR fala da importância dos rituais coletivos para a saúde mental e como comemorar um Natal durante a pandemia

O Natal chegou! Aquele momento especial que acontece uma vez por ano, quando podemos nos reunir com familiares e amigos, desfrutar de alguns momentos de descanso e nos envolver em rituais corriqueiros, como enfeitar a árvore de Natal, preparar uma comida especial para a ceia, trocar presentes no Amigo Secreto ou cantar na igreja ou em casa. Esses rituais no círculo familiar e de amigos são muito importantes para nossa saúde e bem-estar. Muitas culturas em todo o mundo têm rituais que lembram o nosso Natal, com o mesmo foco em família, comida e diversão.

Um grupo internacional de pesquisadores, incluindo cientistas do IDOR, estudou um desses rituais na Índia. O Diwali ou Deepavali é um evento também conhecido como o festival indiano da luz. Ele celebra a vitória da luz sobre as trevas e do bem sobre o mal. Semelhante ao Natal, é um evento que leva dias e semanas para ser preparado e as pessoas se reúnem durante alguns dias para comemorá-lo. 

O festival começa com uma série de etapas preparatórias, incluindo a limpeza e decoração da casa e do local de trabalho, compra de roupas novas, jóias e decorações que as pessoas acreditam trazer boa sorte. As pessoas também compram presentes para familiares e amigos e passam muitas horas preparando seus pratos especiais. Essas atividades normalmente são realizadas coletivamente: os membros da família limpam, decoram e cozinham juntos. No dia principal do festival, as pessoas visitam seus amigos e parentes e oferecem um puja especial (um tipo de oração) à deusa hindu da prosperidade e da riqueza, Lakshmi. As festividades deste dia incluem refeições fartas, com uma variedade especial de doces, e fogos de artifício à noite. Esta é uma festa realmente importante no calendário da Índia e certamente a celebração mais realizada pelas comunidades indianas no mundo inteiro. Como você pode ver, esse ritual compartilha muitas características com nossas tradições natalinas, valorizando a reunião em família, os preparativos e a entrega de presentes.

Nossa equipe acompanhou os participantes indianos por um período de duas semanas antes e depois da grande celebração e medimos a saúde, o bem-estar e seu sentimento de conexão uns com os outros. Também estudamos duas comunidades diferentes, um grupo de participantes em Deli, que é a capital e centro metropolitano da Índia, e um grupo em um ambiente mais tradicional, no qual os indivíduos se concentram mais em suas famílias e comunidades locais. É importante ressaltar que esse local mais tradicional também era uma cidade grande, portanto, ambas as nossas amostras viviam em grandes cidades, mas diferiam no foco significativo do festival.

Encontramos profundas mudanças no bem-estar e na saúde ao longo do período de duas semanas do estudo. As pessoas se sentiram mais felizes, maravilhadas e com emoções positivas; relataram sentir-se mais próximas da família e menos incomodadas com problemas de saúde no dia da festa. Também observamos o que as pessoas faziam durante esse período de duas semanas para ver o que poderia tê-las feito tão felizes e relaxadas. Aqueles que passaram mais tempo se preparando para a festa sentiram mais felicidade e relataram maior saúde e bem-estar no dia principal. O interessante é que as atividades em si não foram glamorosas e divertidas, envolveram limpar e decorar sua casa e preparar a comida para o evento. Foi a preparação para o evento, o fato de fazer essas atividades com outras pessoas na expectativa do evento que levou a esses efeitos positivos.

Analisando as diferenças entre os dois locais na Índia, em Deli as pessoas gastaram mais tempo fazendo compras e escolhendo presentes, enquanto no local tradicional a preparação era mais comunitária e focava em preparações simples. No dia principal, as pessoas em Deli estavam menos felizes e relataram mais problemas de saúde em comparação com os entrevistados na comunidade mais tradicional. Isso significa que o importante não é dar presentes, mas sim os simples atos de preparação para uma festa, como limpar e decorar sua casa e preparar comida.

Então, o que podemos aprender com este outro festival, especialmente nestes tempos de covid-19 em que não podemos reunir toda a família? Achamos que há alguns pontos importantes a serem considerados. O ritual de limpeza e decoração é muito importante e é parte integrante do ritual maior. É bom limparmos a casa e colocar decorações bonitas e simples, isso pode nos ajudar a melhorar o nosso humor e relembrar todos aqueles bons momentos em família. Prepare sua ceia de Natal favorita com as pessoas que moram com você. No próprio dia, você pode ligar para seus familiares e compartilhar suas histórias. O que esta pesquisa na Índia nos mostrou é que o ritual em si é importante, a preparação e celebração dessas memórias compartilhadas. É importante valorizar esses rituais da época do Natal e celebrá-los da melhor maneira possível. Ajuda a nossa saúde mental e bem-estar. Se você quiser saber mais sobre nossa pesquisa na Índia, pode encontrar o artigo completo aqui:
https://royalsocietypublishing.org/doi/full/10.1098/rstb.2019.0430

 

Escrito por Ronald Fischer, psicólogo e pesquisador do IDOR.

Quer receber as notícias do IDOR pelo WhatsApp? Clique aqui, salve o nosso número e mande uma mensagem com seu nome completo. Para cancelar, basta pedir!

Veja também