array(57) { ["SERVER_SOFTWARE"]=> string(6) "Apache" ["REQUEST_URI"]=> string(96) "/instituto/idorestudar-os-tipos-sanguineos-pode-ajudar-a-entender-o-desenvolvimento-da-covid-19/" ["PHP_PATH"]=> string(24) "/opt/bitnami/php/bin/php" ["FREETDSLOCALES"]=> string(0) "" ["FREETDSCONF"]=> string(0) "" ["OPENSSL_ENGINES"]=> string(31) "/opt/bitnami/common/lib/engines" ["OPENSSL_CONF"]=> string(39) "/opt/bitnami/common/openssl/openssl.cnf" ["SSL_CERT_FILE"]=> string(52) "/opt/bitnami/common/openssl/certs/curl-ca-bundle.crt" ["CURL_CA_BUNDLE"]=> string(52) "/opt/bitnami/common/openssl/certs/curl-ca-bundle.crt" ["LDAPCONF"]=> string(42) "/opt/bitnami/common/etc/openldap/ldap.conf" ["GS_LIB"]=> string(43) "/opt/bitnami/common/share/ghostscript/fonts" ["MAGICK_CODER_MODULE_PATH"]=> string(60) "/opt/bitnami/common/lib/ImageMagick-6.9.8/modules-Q16/coders" ["MAGICK_CONFIGURE_PATH"]=> string(73) "/opt/bitnami/common/lib/ImageMagick-6.9.8/config-Q16:/opt/bitnami/common/" ["MAGICK_HOME"]=> string(19) "/opt/bitnami/common" ["PATH"]=> string(260) "/opt/bitnami/apps/wordpress/bin:/opt/bitnami/varnish/bin:/opt/bitnami/sqlite/bin:/opt/bitnami/php/bin:/opt/bitnami/mysql/bin:/opt/bitnami/letsencrypt/:/opt/bitnami/apache2/bin:/opt/bitnami/common/bin:/usr/local/sbin:/usr/local/bin:/usr/sbin:/usr/bin:/sbin:/bin" ["USER"]=> string(6) "daemon" ["HOME"]=> string(9) "/usr/sbin" ["SCRIPT_NAME"]=> string(10) "/index.php" ["QUERY_STRING"]=> string(0) "" ["REQUEST_METHOD"]=> string(3) "GET" ["SERVER_PROTOCOL"]=> string(8) "HTTP/1.0" ["GATEWAY_INTERFACE"]=> string(7) "CGI/1.1" ["REDIRECT_URL"]=> string(96) "/instituto/idorestudar-os-tipos-sanguineos-pode-ajudar-a-entender-o-desenvolvimento-da-covid-19/" ["REMOTE_PORT"]=> string(5) "28761" ["SCRIPT_FILENAME"]=> string(44) "/opt/bitnami/apps/wordpress/htdocs/index.php" ["SERVER_ADMIN"]=> string(15) "you@example.com" ["CONTEXT_DOCUMENT_ROOT"]=> string(34) "/opt/bitnami/apps/wordpress/htdocs" ["CONTEXT_PREFIX"]=> string(0) "" ["REQUEST_SCHEME"]=> string(4) "http" ["DOCUMENT_ROOT"]=> string(34) "/opt/bitnami/apps/wordpress/htdocs" ["REMOTE_ADDR"]=> string(13) "15.229.25.218" ["SERVER_PORT"]=> string(2) "80" ["SERVER_ADDR"]=> string(13) "172.26.13.183" ["SERVER_NAME"]=> string(13) "54.225.48.228" ["SERVER_SIGNATURE"]=> string(0) "" ["LD_LIBRARY_PATH"]=> string(410) "/opt/bitnami/sqlite/lib:/opt/bitnami/mysql/lib:/opt/bitnami/apache2/lib:/opt/bitnami/common/lib:/opt/bitnami/sqlite/lib:/opt/bitnami/mysql/lib:/opt/bitnami/apache2/lib:/opt/bitnami/common/lib:/opt/bitnami/varnish/lib:/opt/bitnami/varnish/lib/varnish:/opt/bitnami/varnish/lib/varnish/vmods:/opt/bitnami/sqlite/lib:/opt/bitnami/mysql/lib:/opt/bitnami/apache2/lib:/opt/bitnami/common/lib:/opt/bitnami/common/lib64" ["HTTP_ACCEPT_ENCODING"]=> string(7) "br,gzip" ["HTTP_VIA"]=> string(64) "1.1 6aa8d2883437a2897f326bfc58beed3c.cloudfront.net (CloudFront)" ["HTTP_X_AMZ_CF_ID"]=> string(56) "xqbKYFfqCRdHD0cBCMu7Xk5dYZ1F1XWC-74QrvYurYy99w4Fwq08zA==" ["HTTP_USER_AGENT"]=> string(17) "Amazon CloudFront" ["HTTP_X_AMZN_TRACE_ID"]=> string(40) "Root=1-62f3e6b6-4f3469966e1bd83a61f442ca" ["HTTP_X_FORWARDED_PORT"]=> string(2) "80" ["HTTP_CONNECTION"]=> string(5) "close" ["HTTP_X_FORWARDED_PROTO"]=> string(4) "http" ["HTTP_X_FORWARDED_FOR"]=> string(42) "3.229.124.74, 64.252.66.166, 10.247.47.176" ["HTTP_X_REAL_IP"]=> string(13) "10.247.47.176" ["HTTP_X_FORWARDED_HOST"]=> string(25) "www.rededorsaoluiz.com.br" ["HTTP_HOST"]=> string(13) "54.225.48.228" ["SCRIPT_URI"]=> string(116) "http://54.225.48.228/instituto/idorestudar-os-tipos-sanguineos-pode-ajudar-a-entender-o-desenvolvimento-da-covid-19/" ["SCRIPT_URL"]=> string(96) "/instituto/idorestudar-os-tipos-sanguineos-pode-ajudar-a-entender-o-desenvolvimento-da-covid-19/" ["REDIRECT_STATUS"]=> string(3) "200" ["REDIRECT_SCRIPT_URI"]=> string(116) "http://54.225.48.228/instituto/idorestudar-os-tipos-sanguineos-pode-ajudar-a-entender-o-desenvolvimento-da-covid-19/" ["REDIRECT_SCRIPT_URL"]=> string(96) "/instituto/idorestudar-os-tipos-sanguineos-pode-ajudar-a-entender-o-desenvolvimento-da-covid-19/" ["FCGI_ROLE"]=> string(9) "RESPONDER" ["PHP_SELF"]=> string(10) "/index.php" ["REQUEST_TIME_FLOAT"]=> float(1660151479.1106) ["REQUEST_TIME"]=> int(1660151479) }

Estudar os tipos sanguíneos pode ajudar a entender o desenvolvimento da Covid-19

Estudar os tipos sanguíneos pode ajudar a entender o desenvolvimento da Covid-19

Pesquisadores discutem dados sobre a ligação entre o tipo sanguíneo e a gravidade da doença.

Os diferentes tipos de sangue podem implicar em reações diversas para quem se contamina. Isto é o que pesquisas recentes amplamente divulgadas vêm verificando. Em um artigo publicado na revista Annals of Hematology, da Springer, os autores buscaram entender se há associação entre os tipos sanguíneos A, B e O e a gravidade da Covid-19, definida pela intubação ou morte dos pacientes. Também verificaram se há diferenças na testagem positiva para Covid-19 entre os tipos sanguíneos.

A Revista JAMA também publicou um artigo abordando esse tema: doenças e tipos sanguíneos podem estar relacionados. Um estudo realizado nas Filipinas e publicado em 1977 descobriu que as pessoas com sangue do tipo O tinham maior probabilidade de se infectar com a bactéria da cólera, enquanto as pessoas com sangue do tipo A eram menos vulneráveis. Já em 1993, um estudo mostrou que uma pessoa do tipo O pode ter maior probabilidade de se infectar com Helicobacter pylori – bactéria que pode causar úlceras pépticas, alguns tipos de gastrite e de câncer do estômago –, porque sua mucosa gástrica tem mais receptores para o microrganismo, se comparada com a mucosa de pessoas com sangue tipo A e B.

Ademais, durante o primeiro surto de Sars-CoV, no final de 2002, houve indício de que poderia haver uma associação entre o tipo de sangue e a infecção por coronavírus; de 45 profissionais de saúde em Hong Kong, que entraram em contato com um paciente infectado, 34 tiveram Sars-CoV confirmado por exame sorológico. Diferente do estudo com Helicobacter pylori, os profissionais de saúde com sangue tipo O tiveram menos probabilidade de se infectar do que os testados com tipos A e B.

Agora, outros cientistas publicaram mais um artigo – ainda não revisado por pares – que comparou os tipos sanguíneos ABO em 2.173 pacientes com Covid-19 na China, com a da população geral dessas regiões. Os resultados mostram a associação entre o sangue tipo O a um risco menor de infecção, enquanto o tipo A apresenta maior probabilidade de desenvolver a Covid-19. Já um outro estudo, comparou dados do genoma de 1.610 pacientes com Covid-19 grave ao genoma de 2.205 doadores de sangue saudáveis da Itália e Espanha; os resultados mostram que em comparação com pessoas que possuem outros tipos de sangue, as com tipo A tinham um risco 45% maior de desenvolver Covid-19 grave se fossem infectadas, enquanto aqueles com tipo O tiveram um risco 35% menor.

Por fim, mesmo observando todas essas informações científicas, os estudos envolvendo o assunto ainda são considerados preliminares, o que significa que ainda não apresentam bases suficientes para tomar tais declarações como definitivas. “A ciência básica nesse assunto é extremamente fraca”, afirma Christopher Latz, da divisão de cirurgia vascular e endovascular, Massachusetts, Estados Unidos, falando sobre a relação entre o tipo de sangue e a Covid-19.

 

Por Luiza Mugnol Ugarte

Quer receber as notícias do IDOR pelo WhatsApp? Clique aqui, salve o nosso número e mande uma mensagem com seu nome completo. Para cancelar, basta pedir!

21.09.2020

Conteúdo Relacionado