array(57) { ["SERVER_SOFTWARE"]=> string(6) "Apache" ["REQUEST_URI"]=> string(74) "/instituto/idorimunidade-de-rebanho-e-vacinacao-o-que-precisamos-entender/" ["PHP_PATH"]=> string(24) "/opt/bitnami/php/bin/php" ["FREETDSLOCALES"]=> string(0) "" ["FREETDSCONF"]=> string(0) "" ["OPENSSL_ENGINES"]=> string(31) "/opt/bitnami/common/lib/engines" ["OPENSSL_CONF"]=> string(39) "/opt/bitnami/common/openssl/openssl.cnf" ["SSL_CERT_FILE"]=> string(52) "/opt/bitnami/common/openssl/certs/curl-ca-bundle.crt" ["CURL_CA_BUNDLE"]=> string(52) "/opt/bitnami/common/openssl/certs/curl-ca-bundle.crt" ["LDAPCONF"]=> string(42) "/opt/bitnami/common/etc/openldap/ldap.conf" ["GS_LIB"]=> string(43) "/opt/bitnami/common/share/ghostscript/fonts" ["MAGICK_CODER_MODULE_PATH"]=> string(60) "/opt/bitnami/common/lib/ImageMagick-6.9.8/modules-Q16/coders" ["MAGICK_CONFIGURE_PATH"]=> string(73) "/opt/bitnami/common/lib/ImageMagick-6.9.8/config-Q16:/opt/bitnami/common/" ["MAGICK_HOME"]=> string(19) "/opt/bitnami/common" ["PATH"]=> string(260) "/opt/bitnami/apps/wordpress/bin:/opt/bitnami/varnish/bin:/opt/bitnami/sqlite/bin:/opt/bitnami/php/bin:/opt/bitnami/mysql/bin:/opt/bitnami/letsencrypt/:/opt/bitnami/apache2/bin:/opt/bitnami/common/bin:/usr/local/sbin:/usr/local/bin:/usr/sbin:/usr/bin:/sbin:/bin" ["USER"]=> string(6) "daemon" ["HOME"]=> string(9) "/usr/sbin" ["SCRIPT_NAME"]=> string(10) "/index.php" ["QUERY_STRING"]=> string(0) "" ["REQUEST_METHOD"]=> string(3) "GET" ["SERVER_PROTOCOL"]=> string(8) "HTTP/1.0" ["GATEWAY_INTERFACE"]=> string(7) "CGI/1.1" ["REDIRECT_URL"]=> string(74) "/instituto/idorimunidade-de-rebanho-e-vacinacao-o-que-precisamos-entender/" ["REMOTE_PORT"]=> string(5) "35046" ["SCRIPT_FILENAME"]=> string(44) "/opt/bitnami/apps/wordpress/htdocs/index.php" ["SERVER_ADMIN"]=> string(15) "you@example.com" ["CONTEXT_DOCUMENT_ROOT"]=> string(34) "/opt/bitnami/apps/wordpress/htdocs" ["CONTEXT_PREFIX"]=> string(0) "" ["REQUEST_SCHEME"]=> string(4) "http" ["DOCUMENT_ROOT"]=> string(34) "/opt/bitnami/apps/wordpress/htdocs" ["REMOTE_ADDR"]=> string(13) "15.229.25.218" ["SERVER_PORT"]=> string(2) "80" ["SERVER_ADDR"]=> string(13) "172.26.13.183" ["SERVER_NAME"]=> string(13) "54.225.48.228" ["SERVER_SIGNATURE"]=> string(0) "" ["LD_LIBRARY_PATH"]=> string(410) "/opt/bitnami/sqlite/lib:/opt/bitnami/mysql/lib:/opt/bitnami/apache2/lib:/opt/bitnami/common/lib:/opt/bitnami/sqlite/lib:/opt/bitnami/mysql/lib:/opt/bitnami/apache2/lib:/opt/bitnami/common/lib:/opt/bitnami/varnish/lib:/opt/bitnami/varnish/lib/varnish:/opt/bitnami/varnish/lib/varnish/vmods:/opt/bitnami/sqlite/lib:/opt/bitnami/mysql/lib:/opt/bitnami/apache2/lib:/opt/bitnami/common/lib:/opt/bitnami/common/lib64" ["HTTP_ACCEPT_ENCODING"]=> string(7) "br,gzip" ["HTTP_VIA"]=> string(64) "1.1 1bd7d779bed244375679d82e1821cc3c.cloudfront.net (CloudFront)" ["HTTP_X_AMZ_CF_ID"]=> string(56) "3O8zVoHIQMUtXXf-dCEJqJ4MGkRXEh7j2rvCYRVQIEBQSguZgnd-eA==" ["HTTP_USER_AGENT"]=> string(17) "Amazon CloudFront" ["HTTP_X_AMZN_TRACE_ID"]=> string(40) "Root=1-62f1b0df-15cb25330632e9f751ac9e1e" ["HTTP_X_FORWARDED_PORT"]=> string(2) "80" ["HTTP_CONNECTION"]=> string(5) "close" ["HTTP_X_FORWARDED_PROTO"]=> string(4) "http" ["HTTP_X_FORWARDED_FOR"]=> string(42) "3.235.140.84, 64.252.66.166, 10.247.45.109" ["HTTP_X_REAL_IP"]=> string(13) "10.247.45.109" ["HTTP_X_FORWARDED_HOST"]=> string(25) "www.rededorsaoluiz.com.br" ["HTTP_HOST"]=> string(13) "54.225.48.228" ["SCRIPT_URI"]=> string(94) "http://54.225.48.228/instituto/idorimunidade-de-rebanho-e-vacinacao-o-que-precisamos-entender/" ["SCRIPT_URL"]=> string(74) "/instituto/idorimunidade-de-rebanho-e-vacinacao-o-que-precisamos-entender/" ["REDIRECT_STATUS"]=> string(3) "200" ["REDIRECT_SCRIPT_URI"]=> string(94) "http://54.225.48.228/instituto/idorimunidade-de-rebanho-e-vacinacao-o-que-precisamos-entender/" ["REDIRECT_SCRIPT_URL"]=> string(74) "/instituto/idorimunidade-de-rebanho-e-vacinacao-o-que-precisamos-entender/" ["FCGI_ROLE"]=> string(9) "RESPONDER" ["PHP_SELF"]=> string(10) "/index.php" ["REQUEST_TIME_FLOAT"]=> float(1660006623.4545) ["REQUEST_TIME"]=> int(1660006623) }

Imunidade de Rebanho e Vacinação: O que precisamos entender?

Imunidade de Rebanho e Vacinação: O que precisamos entender?

O Dr. José Cerbino, pesquisador do IDOR e Fiocruz, esclarece dúvidas e comenta expectativas acerca do fenômeno de imunidade coletiva



No sábado do dia 30/01, o IDOR realizou o primeiro Simpósio Nacional em Vacinas da Rede D’Or São Luiz, com o tema “Vacina Covid-19”. Foram cerca de mil participantes on-line e 10 palestrantes especialistas para discutir as principais dúvidas sobre a imunização no Brasil e no mundo.

Mesmo com o esperado início da vacinação em massa, sabemos que a pandemia – assim como as dúvidas sobre ela – está um pouco distante de acabar. Um dos grandes questionamentos atuais é sobre a imunidade de rebanho, que ocorre quando cerca de 70% de uma população se torna imune a uma doença, reduzindo assim as chances de contágio dos 30% restantes. Durante o evento, o médico Dr. José Cerbino, pesquisador do IDOR, Fiocruz, e coordenador do Simpósio, esclareceu o assunto e alertou sobre o que podemos esperar no caso do novo coronavírus (sars-cov-2).

Comparação do contágio sem imunidade de rebanho (Primeiros 3 quadros, na horizontal) e com imunidade de rebanho (3 quadros inferiores, na horizontal), onde as pessoas em vermelho representam os infectados, as em azul representam pessoas sem o vírus e as em amarelo representam imunizados.

Erroneamente adotada por alguns países como estratégia contra a atual pandemia, a imunidade de rebanho “É um fenômeno, não uma medida de controle. Deve ser vista como consequência e não como um objetivo”, explicou o infectologista. O termo não é novo, é usado desde o início do século XX e protagonizou diversos estudos publicados em periódicos científicos. O problema é que, no caso do sars-cov-2, apostar nessa imunidade coletiva é perigoso, já que pode sobrecarregar os sistemas de saúde, além de ser imprevisível, pois o vírus é muito mutável e as pessoas que estão imunizadas contra uma variante ainda podem transmitir outras cepas virais.

O médico deu como exemplo a situação da capital do Amazonas. Poucos meses atrás, as manchetes que comemoraram o alcance da imunidade de rebanho em Manaus não previam a tragédia que se aproximava com a circulação de uma nova variante do vírus, que era mais contagiosa que a anterior. Isso não significa que adquirir imunidade contra um determinado patógeno nos protege somente contra ele, mas quer dizer que, frente a tipos que sofrem mutações rapidamente, talvez seja necessário uma vacinação mais recorrente, como ocorre no caso da gripe.

Então, isso significa que mesmo com a vacinação podemos não atingir o fenômeno coletivo? “Sim. Mas não precisaremos atingi-lo para dar um fim à pandemia”, informa o Dr. Cerbino, “Com a vacinação, impedimos que a população mais suscetível a desenvolver casos graves seja contagiada e evitamos que os profissionais de saúde, que circulam em ambientes contaminados, contraiam e transmitam o vírus a outras pessoas e familiares. Mas é importante lembrar que, mesmo com o início da vacinação, as medidas de isolamento devem ser mantidas por mais tempo se quisermos voltar ao cotidiano normal”.

Outro ponto importante que o pesquisador destaca é a relevância dos estudos clínicos com vacinas, que acompanham os voluntários por um período longo, monitorando a resposta imunológica e a duração da proteção proporcionada pelas vacinas. Estas informações são fundamentais para entender a evolução da epidemia e estimar os riscos da população a cada momento.

Dr. Cerbino é o coordenador dos estudos com vacinas do IDOR e irá liderar as novas pesquisas com diferentes imunizantes em situações distintas.

Escrito por Maria Eduarda Ledo de Abreu.
Quer receber as notícias do IDOR pelo WhatsApp? Clique aqui, salve o nosso número e mande uma mensagem com seu nome completo. Para cancelar, basta solicitar!

12.02.2021

Conteúdo Relacionado