Encontro de Ciência, Tecnologia e Inovação do IDOR (Parte I): Inovações que Fizeram a Diferença na Pandemia

Confira o que aconteceu na abertura e primeiro dos 3 painéis do evento 

 

No dia 05 de dezembro, ocorreu o primeiro Encontro de Ciência, Tecnologia e Inovação do Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino (IDOR). O evento reuniu médicos, pesquisadores, executivos e outros profissionais do ecossistema de saúde e inovação para compartilhar as principais iniciativas do IDOR e da Rede D’Or São Luiz (RDSL) no ano de 2020. Confira abaixo tudo o que aconteceu no primeiro painel do evento: Inovações que Fizeram a Diferença na Pandemia. 

O encontro foi introduzido por Gabriela de Salles van der Linden, e pela gerente de Inovação do IDOR, Krissya Leite Tigani, uma das organizadoras do evento. A abertura do evento foi realizada por André Moll, membro do conselho RDSL e diretor executivo do IDOR e da Oncologia D’Or, e pelo vice-presidente da RDSL, Maurício Lopes que, em suas falas, ressaltaram a importância das atividades do IDOR para o Grupo e para o avanço científico e tecnológico na área de saúde.

Lopes também comentou das crises sanitária e social trazidas pela Covid-19, dificuldades contra as quais a RDSL fortemente se posicionou desde o início da pandemia. A RDSL contribuiu com 170 milhões de reais para apoiar o sistema público de saúde no enfrentamento da pandemia, com a criação de hospitais de campanha, montagem de unidades de terapia intensiva e doação de respiradores, leitos e EPIs a diversos hospitais, incluindo aqueles localizados em regiões onde não há unidades da empresa. Fora isso, a RDSL mobilizou empresas privadas parceiras para doarem mais 100 milhões de reais em estruturação e compra de equipamentos, totalizando 270 milhões em apoio material.

Painel Inovações que Fizeram a Diferença na Pandemia

Após a abertura, deu-se início aos 3 painéis do evento. O primeiro, “Inovações que Fizeram a Diferença na Pandemia”, foi moderado pelo Dr. Leandro Tavares, vice-presidente médico e de Serviços Externos da RDSL. Ele ressaltou que as inovações realizadas salvaram vidas e reduziram o sofrimento de milhares de pessoas. Dito isto, a primeira apresentação foi realizada pelo Dr. Werner Sheinpflug, diretor de operações do Hospital Quinta D’Or, cujo tema foi a experiência nos hospitais de campanha erguidos com apoio da RDSL, o Hospital Lagoa-Barra e o Hospital do Parque dos Atletas, que foram concluídos em tempo recorde (o primeiro em apenas 19 dias). 

Werner comenta que além de zerar a fila de espera que estava alta na cidade do Rio de Janeiro, cerca de 80% dos pacientes atendidos tiveram alta, o que é um número muito relevante considerando a idade média de 59 anos dos pacientes atendidos, o fato de que a maioria possuía comorbidades, não tinham acompanhamento médico de rotina e foram encaminhados aos hospitais já com quadros graves de insuficiência respiratória. Entre as inovações experimentadas no projeto, Sheinpflug destacou os cuidados em preservar a humanização do  atendimento, permitindo que os pacientes internados pudessem tomar banho de sol e ver os seus familiares em ambientes abertos, com distanciamento seguro, comer refeições personalizadas e até receber mensagens diretas de seus ídolos do esporte e do entretenimento.

A apresentação seguinte foi realizada por Ariel Dascal, Chief Digital Officer da RDSL, que apresentou as inovações implementadas pelo setor de Transformação Digital da empresa, entre elas a Triagem Digital e Teleatendimento, que facilitou a triagem de pacientes com suspeita de COVID-19 e agilizou as esperas nos hospitais, além de outros investimentos que promoveram a coleta e compartilhamento mais eficiente de dados médicos. Dascal também ressaltou a importância e apoio do IDOR, que contribuiu com conteúdos diários sobre a Covid-19 para toda a RDSL, em uma iniciativa social de oferecer à população informações e atualizações confiáveis. Dascal comentou que esses conteúdos tiveram mais de 1 milhão de acessos.

Encerrando o painel, o Dr. Fernando Bozza, coordenador de Pesquisa em Medicina Intensiva no IDOR e pesquisador da Fiocruz, falou sobre uma das principais iniciativas tecnológicas do IDOR durante a pandemia: a criação do aplicativo Dados do Bem, em parceria com a Zoox Smart Data. A Dados do Bem é uma plataforma de mapeamento epidemiológico que junto a parcerias públicas oferece testes de Covid-19 gratuitos para a população. O aplicativo também coleta doações para ampliar seus testes e, no Rio de Janeiro, criou uma iniciativa para conscientização e testagem no Complexo da Maré, tendo em vista que espaços como as comunidades encontram menos recursos para prevenção de doenças e menos acesso à assistência médica. A iniciativa recebeu prêmios por suas ações sociais e os dados coletados estão sendo usados em pesquisas do IDOR e disponibilizados  gratuitamente para ajudar o Governo na implantação de novas políticas públicas para contenção da epidemia.

Caso você não tenha participado do Encontro de Ciência, Tecnologia e Inovação do IDOR, ainda pode assistir à gravação de todas as apresentações no site do evento! Confira na íntegra ou saiba mais através de nossas matérias sobre cada um dos painéis!

 

Escrito por Maria Eduarda Ledo de Abreu

Quer receber as notícias do IDOR pelo WhatsApp? Clique aqui, salve o nosso número e mande uma mensagem com seu nome completo. Para cancelar, basta pedir!

Veja também