IDOR e ABC criam minibiografia animada do pesquisador Maurício Rocha e Silva

O vídeo que fala sobre o descobridor da bradicinina é lançado nos 105 anos da ABC

Neste dia 3 de maio, aniversário de 105 anos da Academia Brasileira de Ciências (ABC), foi lançado o novo vídeo do projeto “Ciência Gera Desenvolvimento”, ilustrando a trajetória de mais um grande pesquisador brasileiro, Maurício Oscar da Rocha e Silva.

Nascido na São Paulo de 1910, o médico e farmacologista Rocha e Silva utilizou o veneno de uma serpente endêmica da fauna brasileira – a jararaca – para descobrir a substância que mudaria a vida da população hipertensa. No fim da década de 1940, o pesquisador observou que, ao reagirem às enzimas do veneno da jararaca, o organismo humano libera uma substância chamada bradicinina, um potente vasodilatador. A partir de 1970, a bradicinina passou a ser amplamente usada nos principais medicamentos para o controle da hipertensão, condição que segundo a Organização Mundial da Saúde, já atinge ⅓ da população mundial. Esses medicamentos representaram uma mudança radical na expectativa e qualidade de vida das pessoas com pressão alta.

“O cientista Maurício Rocha e Silva foi um dos maiores cientistas brasileiros e muito respeitado pela comunidade científica internacional. Além de ter sido o descobridor da bradicinina, foi um homem que lutou muito pela ciência nacional”, informa o vice-presidente da Academia Brasileira de Ciências (ABC) para a Região Sul, João Calixto. Ele ressaltou que, além de ser membro da ABC, Rocha e Silva foi um dos fundadores da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), da Sociedade Brasileira de Farmacologia e Terapêuticas Experimentais e também professor da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto.

O “Ciência gera Desenvolvimento” é um projeto criado pela ABC em 2017 e com parceria do Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino (IDOR) desde 2019. O objetivo da iniciativa é divulgar, através de animações curtas e com linguagem acessível, a vida e legado de grandes nomes da ciência brasileira. Você pode conferir a história de Rocha e Silva e de outros cientistas no site www.cienciageradesenvolvimento.com.br .

Veja também