Medicina Intensiva: alta oferta de leitos faz com que a área tenha grande demanda por profissionais

Poder estagiar em uma instituição de renome – com equipe profissional altamente qualificada, sob supervisão de especialistas e com acesso a tecnologia de ponta – é o desejo da maioria dos estudantes de Medicina. Mas nem sempre essa é a realidade encontrada nos estágios ofertados.

Os programas muitas vezes são oferecidos em hospitais que não possuem leitos em quantidade suficiente para treinamento nem acesso às últimas novidades tecnológicas ou a protocolos bem definidos.

Por isso, o Programa de Estágio Acadêmico do Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino (IDOR) apresenta um grande diferencial para estudantes dos anos finais do curso de Medicina. “Nossos alunos chegam ansiosos para poder colocar em prática o que aprendem na faculdade. Eles sabem que, ao realizar um estágio em uma das unidades hospitalares da Rede D’Or São Luiz (RDSL), terão essa oportunidade, pois o propósito do nosso Programa de Estágio é que ele seja eminentemente prático”, conta a dra. Rosa Vianna, coordenadora do Programa de Estágio Acadêmico do IDOR.

Fundada em 1977, a Rede D’Or São Luiz é hoje a maior rede integrada de cuidados em saúde no Brasil, com presença em dez estados e no Distrito Federal. Com foco no atendimento humanizado, na qualificação da equipe, na adoção de novas tecnologias e na expansão do atendimento, a Rede D’Or São Luiz é referência em qualidade técnica e conta com 59 hospitais e 50 clínicas oncológicas, além de atuar em serviços complementares, como banco de sangue, diálise e ambulatórios de diversas especialidades.

 

Programa de Estágio do IDOR: oportunidade de acompanhar o dia a dia da área de Medicina Intensiva

Entre as opções oferecidas pelo IDOR, o Programa de Estágio Acadêmico em Medicina Intensiva traz ao estudante a oportunidade de acompanhar a rotina da área e de se familiarizar com o uso de equipamentos de última geração e tratamentos modernos.

A dra. Rosa conta que um dos principais diferenciais do Programa de Estágio Acadêmico em Medicina Intensiva é o grande número de hospitais para treinamento. “Nosso programa é oferecido em 12 unidades hospitalares da RDSL. Isso faz com que sejamos reconhecidos como um dos principais programas de estágio do país, tanto em número de vagas ofertadas quanto em relação à qualidade de ensino, que é exatamente a mesma em cada uma de nossas unidades hospitalares.”

O Programa de Estágio Acadêmico em Medicina Intensiva oferece, para 2022, 108 vagas. A carga horária é de 18 horas semanais, sendo 12 delas dedicadas às atividades práticas, em formato de plantão diurno, para que seja garantida uma supervisão adequada. As outras seis horas são cumpridas com atividades teóricas gerenciadas pelo IDOR e pelas unidades hospitalares participantes do programa.

“Cada uma delas define o formato das suas atividades, seguindo sempre o conteúdo programático estabelecido para o ano. Mas elas têm a liberdade de poder oferecer esse conteúdo da melhor maneira possível e como acharem mais adequado. O importante é que o programa seja cumprido ao longo de um ano.”

Além disso, o IDOR disponibiliza aos estudantes acesso às atividades realizadas pelo próprio Instituto, como conferências e webinars. “O IDOR é um instituto voltado à pesquisa e ao ensino. Todas as atividades são abertas para quem tiver interesse em aprofundar seus conhecimentos. Nosso aluno tem total liberdade para participar de qualquer ação ou evento que estejam sendo oferecidos no IDOR e em qualquer das unidades hospitalares da Rede D’Or São Luiz”, ressalta a dra. Rosa.

 

A teoria na prática

“Nosso maior diferencial é poder praticar o que oferecemos na teoria, como os principais protocolos e os mais recentes guidelines. A RDSL tem uma capacidade tecnológica avançada, enorme e moderna, que possibilita que a teoria seja vivenciada na prática, vivência essa orientada por um grupo de preceptores especializados”, explica a coordenadora.

A elevação da qualidade da Medicina é uma das maiores metas e motivações do IDOR e da Rede D’Or São Luiz para desenvolver médicos e outros profissionais de saúde. Condizente com essa visão, o programa estimula os estudantes a ter contato com os pacientes em seu dia a dia. Assim, além de vivenciarem a realidade da Medicina Intensiva, têm a chance de vislumbrar diferentes possíveis caminhos a seguir dentro da carreira médica.

Para que o aluno se sinta seguro e preparado, esse contato é feito de maneira gradativa ao longo do estágio. “Os preceptores acompanham os estudantes desde o primeiro dia, podendo observar a linha de evolução de aprendizado que cada jovem está traçando. Dessa forma, o preceptor consegue estabelecer quais tipos de abordagem o futuro profissional está apto a fazer naquele momento”, explica a dra. Rosa.

“Preparamos nossos estudantes para que eles possam chegar ao fim do Programa de Estágio tendo desenvolvido uma visão crítica dos principais temas da Medicina Intensiva. Acreditamos que a incorporação do conhecimento é muito mais consolidada quando, além de discutir teoria, você consegue transportar para a prática todo o conteúdo que está sendo estudado.”

 

Por que participar do Programa de Estágio em Medicina Intensiva do IDOR

Conhecimento teórico aliado à preceptoria com profissionais especializados em Medicina Intensiva e acesso ao que há de mais moderno em tecnologia em saúde são os principais benefícios oferecidos ao jovem. Os selecionados recebem ainda uma bolsa mensal, alimentação, vale-transporte municipal e seguro para acidentes pessoais.

Os Programas de Estágio Acadêmico do IDOR são, frequentemente, para o recém-formado, a porta de entrada para uma das maiores redes de hospitais privados do Brasil. Levantamento realizado pelo IDOR mostra que, a cada quatro estagiários, três são posteriormente incorporados ao quadro clínico da Rede D’Or São Luiz.

“O IDOR oferece várias oportunidades para que o médico possa crescer em sua carreira. Em nossas unidades, ele pode cursar sua pós-graduação lato sensu, dedicar-se à pesquisa ou mesmo realizar um programa de Doutorado. O IDOR, atualmente, conta com 21 linhas de pesquisa na área de concentração em Medicina Clínica e Translacional. As oportunidades são diversas.”

A Medicina Intensiva conta com um grande contingente de profissionais nas principais unidades hospitalares, ressalta a coordenadora. “A oferta de emprego é grande, pois o número de leitos nesse setor é bastante expressivo, o que também demanda profissionais especializados. Sem mencionar que essa é uma área fascinante, na qual o médico tem contato com pacientes graves e se exige dele decisão imediata e raciocínio clínico rápido – tudo o que é fundamental para o exercício de sua profissão.”

Não perca tempo! Inscreva-se agora em um programa que proporciona as melhores oportunidades profissionais para sua carreira.

O IDOR oferece estágio acadêmico em três especialidades. Além de Medicina Intensiva, há programas específicos para Cardiologia e Medicina de Emergência. Os três estão com inscrições abertas e as vagas são limitadas.

Os alunos interessados em se candidatar a uma das vagas disponibilizadas deverão estar matriculados regularmente em um curso de Medicina autorizado pelo Ministério da Educação (MEC).

Para Medicina Intensiva e Cardiologia, são aceitos estudantes de Medicina do 9° ao 11° período. Para Medicina de Emergência, podem se inscrever estudantes que estejam cursando entre o 8° e o 11° período.

 

Saiba mais sobre o Estágio Acadêmico em Medicina Intensiva do IDOR

  • Quantidade de vagas oferecidas: 108.
  • Duração do estágio: um ano, renovável por mais um ano (total de dois anos).
  • Unidades em que o estágio é oferecido: Hospitais Barra D’Or, Caxias D’Or, Copa D’Or, Copa Star, Glória D’Or, Niterói D’Or, Norte D’Or, Quinta D’Or, Rio Mar, Rios D’Or, São Vicente e Oeste D’Or, todos no Rio de Janeiro.
  • Prazo de inscrição: 8/12/2021.
  • Início do programa: 24/1/2022.

INSCREVA-SE

Veja também