Residência Médica em Anestesiologia: prática, teoria e pesquisa para oferecer a melhor formação ao profissional

A anestesiologia é uma área da Medicina que demanda conhecimento aprofundado na fisiologia e na anatomia humanas. Muitos jovens médicos, recém-saídos do curso de Graduação, têm receio de realizar um procedimento por não se sentirem seguros o suficiente para fazê-lo. Isso é ainda mais compreensível quando se trata de áreas que exigem muita atenção e conhecimento específico, como é o caso.

A presença do anestesiologista é demandada nos mais diversos setores de uma unidade hospitalar que vão muito além do centro cirúrgico. A realização de exames de endoscopia ou a adoção de uma terapia de controle da dor aguda e crônica, por exemplo, também exigem a presença desse especialista. São funções importantes que requerem total habilidade do médico. Portanto, tornam ainda mais importante a boa formação após a graduação.

Contar com um programa de residência oferecido por uma das principais redes hospitalares do Brasil faz total diferença nesse momento.

 

Programa de Residência Médica em Anestesiologia do Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino: conheça nossos diferenciais

O Programa de Residência Médica em Anestesiologia do Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino (IDOR) oferece aos jovens médicos atividades práticas que contam com a supervisão, em período integral, dos preceptores do residente. “Nosso programa está focado em oferecer ao futuro profissional o aprendizado e a segurança necessários para que ele possa se sentir preparado para realizar procedimentos importantes”, explica o Dr. Leopoldo Muniz da Silva, supervisor do Programa de Residência Médica em Anestesiologia do IDOR e do Hospital São Luiz Jabaquara.

O programa tem a duração de três anos e obedece à grade curricular determinada pela Sociedade Brasileira de Anestesiologia. Possui carga horária de 60 horas semanais. Dessas, 20% são dedicadas às atividades teóricas e científicas, com aulas ministradas pelos preceptores do próprio hospital, ou por visitantes externos, como docentes de outras faculdades que eventualmente são convidados a compartilhar seus conhecimentos com o jovem profissional. As demais horas são dedicadas às atividades práticas e assistenciais, no centro cirúrgico ou em outras áreas hospitalares que demandam a presença desse profissional.

O programa é realizado no Hospital São Luiz Jabaquara, em São Paulo, inclusive as aulas teóricas. Para tanto, a unidade conta com salas equipadas com aparelhos multimídia de uma última geração.

A elevação da qualidade da medicina é uma das grandes motivações da Rede D’Or São Luiz. Fundada em 1977, é hoje a maior rede integrada de cuidados em saúde no Brasil, com presença em dez estados e no Distrito Federal. Com foco no atendimento humanizado, na qualificação da equipe, na adoção de novas tecnologias e na expansão do atendimento, a Rede D’Or São Luiz é referência em qualidade técnica e conta com 59 hospitais e 50 clínicas oncológicas, além de atuar em serviços complementares como banco de sangue, diálise e ambulatórios de diversas especialidades.

Por meio do IDOR, criado em 2010, a Rede D’Or São Luiz também investe em inovação, pesquisa clínica e na formação do profissional de saúde.

 

Formação robusta é o primeiro passo para um futuro de sucesso

A formação consistente e robusta é uma das principais preocupações do Programa de Residência Médica em Anestesiologia do IDOR. Ao realizá-lo, o residente participa de procedimentos cirúrgicos de alta complexidade também em outros hospitais da Rede D’Or em São Paulo, de acordo com o módulo do estágio que está sendo aplicado em cada momento. Por exemplo, se em determinada data o módulo se refere a anestesiologia em cirurgia cardíaca, e no Hospital São Luiz Jabaquara não está sendo realizada nenhuma cirurgia nessa especialidade, ele pode participar do procedimento em outra unidade. “Dessa maneira, aumentamos o leque de oportunidades em cirurgia e casos clínicos para esse residente em formação”, ressalta o Dr. Muniz.

Ele comenta que o fato de a Rede D’Or São Luiz possuir vários centros hospitalares de alta complexidade proporciona ao residente a oportunidade de estar em contato com as mais diversas especialidades, desde cirurgia cardíaca, cirurgia neonatal e torácica, até procedimentos que demandam alta tecnologia, como a cirurgia robótica, ou especialidades relacionadas a procedimentos na área de hemodinâmica. “O residente consegue ter acesso e participar ativamente de todos os procedimentos invasivos cirúrgicos e complexos que demandam a anestesiologia, o que favorece muito seu aprendizado nesses três anos de formação”, ressalta.

 

Diferenciais do programa do IDOR

Um dos principais diferenciais que se pode destacar do Programa de Residência Médica em Anestesiologia do IDOR é a possibilidade de contato que o residente tem com um grande volume de cirurgias em qualquer uma das unidades hospitalares que ele possa exercer suas atividades de aprendizado. “Todas elas contam com equipamentos de alta tecnologia e com uma equipe de anestesiologia altamente gabaritada, formada por mestres e doutores, todos titulados pela Sociedade Brasileira de Anestesiologia.”

Além disso, o IDOR possui parcerias com algumas renomadas instituições públicas de saúde, como o Hospital do Servidor Público Estadual e o Hospital do Rim (HRIM), ambos situados em São Paulo, para que o residente possa realizar algumas atividades específicas, como anestesiologia em procedimentos de transplante.

 

Apoio e incentivo à pesquisa

O IDOR nasceu pensando que a pesquisa e o ensino devem ser feitos de maneira integrada. Na Residência em Anestesiologia, Dr. Muniz explica que o foco no desenvolvimento e na formação do profissional vai ainda além das atividades de atendimento assistencial. “Temos uma preocupação em também fomentar atividades de pesquisa, pois acreditamos que isso faz parte da formação profissional. É importante que o residente leia, pesquise, discuta novas premissas e evidências para que, assim que finalizada sua residência, ele esteja o mais atualizado e preparado para desenvolver seu senso crítico em relação à área científica.”

Essa preocupação está presente no dia a dia. O futuro anestesiologista, durante os três anos em que permanece na residência, é incentivado e conta com o apoio dos seus supervisores para desenvolver um trabalho de formação de curso. Trata-se de uma pesquisa científica relacionada a um tema de sua escolha.

“Logo que tem início o primeiro ano do programa, fazemos uma reunião científica para discutir temas que são relevantes na especialidade. Realizamos uma pesquisa bibliográfica sobre temas importantes na anestesiologia e procuramos identificar quais gaps podem ser estudados. Para citar um exemplo: analgesia pós-operatória. Contamos em nossa especialidade com diversos tipos de modalidade de controle de dor nos mais variados perfis de pacientes. Estudar qual a estratégia analgésica ou anestésica que terá melhor repercussão no pós-operatório do paciente é fundamental, pois isso pode auxiliar o médico na tomada da melhor decisão e no melhor desfecho.”

Dr. Muniz resume o Programa de Residência Médica em Anestesiologia em três grandes pilares: assistencial, com o desenvolvimento de habilidades práticas para que o profissional possa exercer sua função no dia a dia; científico, com o apoio a pesquisas; e teórico, que é embasado nas prerrogativas dispostas pela Sociedade Brasileira de Anestesiologia. Para que tenha seu conhecimento e aprendizado avaliados ao longo dos três anos de curso, o residente realiza algumas provas ao longo do período.

 

Aproveite a oportunidade: inscreva-se agora nos Programas de Residência Médica do IDOR

Ao optar pela Residência Médica no IDOR, o jovem profissional tem acesso à maior rede de hospitais privados do Brasil. A diversidade de especialidades, procedimentos e cirurgias com os quais o residente pode ter contato são um grande diferencial para seu aprendizado.

O IDOR oferece, além da Residência em Anestesiologia, outros 33 programas de Residência Médica e três programas de Residência Uni e Multiprofissional credenciados pelo Ministério da Educação. O processo seletivo inclui prova objetiva, eliminatória e classificatória, além de entrevista, análise e arguição do currículo. Para saber mais, acesse o site do IDOR.

 

Conheça o Programa de Residência Médica em Anestesiologia do IDOR

· Quantidade de vagas oferecidas: três.

· Duração da residência: três anos.

· Unidade em que a residência é oferecida: Hospital São Luiz Jabaquara, São Paulo.

· Prazo de inscrição: 06/12/2021

Veja também