array(57) { ["SERVER_SOFTWARE"]=> string(6) "Apache" ["REQUEST_URI"]=> string(48) "/instituto/idorsintomas-persistem-apos-covid-19/" ["PHP_PATH"]=> string(24) "/opt/bitnami/php/bin/php" ["FREETDSLOCALES"]=> string(0) "" ["FREETDSCONF"]=> string(0) "" ["OPENSSL_ENGINES"]=> string(31) "/opt/bitnami/common/lib/engines" ["OPENSSL_CONF"]=> string(39) "/opt/bitnami/common/openssl/openssl.cnf" ["SSL_CERT_FILE"]=> string(52) "/opt/bitnami/common/openssl/certs/curl-ca-bundle.crt" ["CURL_CA_BUNDLE"]=> string(52) "/opt/bitnami/common/openssl/certs/curl-ca-bundle.crt" ["LDAPCONF"]=> string(42) "/opt/bitnami/common/etc/openldap/ldap.conf" ["GS_LIB"]=> string(43) "/opt/bitnami/common/share/ghostscript/fonts" ["MAGICK_CODER_MODULE_PATH"]=> string(60) "/opt/bitnami/common/lib/ImageMagick-6.9.8/modules-Q16/coders" ["MAGICK_CONFIGURE_PATH"]=> string(73) "/opt/bitnami/common/lib/ImageMagick-6.9.8/config-Q16:/opt/bitnami/common/" ["MAGICK_HOME"]=> string(19) "/opt/bitnami/common" ["PATH"]=> string(260) "/opt/bitnami/apps/wordpress/bin:/opt/bitnami/varnish/bin:/opt/bitnami/sqlite/bin:/opt/bitnami/php/bin:/opt/bitnami/mysql/bin:/opt/bitnami/letsencrypt/:/opt/bitnami/apache2/bin:/opt/bitnami/common/bin:/usr/local/sbin:/usr/local/bin:/usr/sbin:/usr/bin:/sbin:/bin" ["USER"]=> string(6) "daemon" ["HOME"]=> string(9) "/usr/sbin" ["SCRIPT_NAME"]=> string(10) "/index.php" ["QUERY_STRING"]=> string(0) "" ["REQUEST_METHOD"]=> string(3) "GET" ["SERVER_PROTOCOL"]=> string(8) "HTTP/1.0" ["GATEWAY_INTERFACE"]=> string(7) "CGI/1.1" ["REDIRECT_URL"]=> string(48) "/instituto/idorsintomas-persistem-apos-covid-19/" ["REMOTE_PORT"]=> string(5) "40134" ["SCRIPT_FILENAME"]=> string(44) "/opt/bitnami/apps/wordpress/htdocs/index.php" ["SERVER_ADMIN"]=> string(15) "you@example.com" ["CONTEXT_DOCUMENT_ROOT"]=> string(34) "/opt/bitnami/apps/wordpress/htdocs" ["CONTEXT_PREFIX"]=> string(0) "" ["REQUEST_SCHEME"]=> string(4) "http" ["DOCUMENT_ROOT"]=> string(34) "/opt/bitnami/apps/wordpress/htdocs" ["REMOTE_ADDR"]=> string(13) "15.229.25.218" ["SERVER_PORT"]=> string(2) "80" ["SERVER_ADDR"]=> string(13) "172.26.13.183" ["SERVER_NAME"]=> string(13) "54.225.48.228" ["SERVER_SIGNATURE"]=> string(0) "" ["LD_LIBRARY_PATH"]=> string(410) "/opt/bitnami/sqlite/lib:/opt/bitnami/mysql/lib:/opt/bitnami/apache2/lib:/opt/bitnami/common/lib:/opt/bitnami/sqlite/lib:/opt/bitnami/mysql/lib:/opt/bitnami/apache2/lib:/opt/bitnami/common/lib:/opt/bitnami/varnish/lib:/opt/bitnami/varnish/lib/varnish:/opt/bitnami/varnish/lib/varnish/vmods:/opt/bitnami/sqlite/lib:/opt/bitnami/mysql/lib:/opt/bitnami/apache2/lib:/opt/bitnami/common/lib:/opt/bitnami/common/lib64" ["HTTP_ACCEPT_ENCODING"]=> string(7) "br,gzip" ["HTTP_VIA"]=> string(64) "1.1 e93e34046c3a3d7fb416e8e0d71d2ff2.cloudfront.net (CloudFront)" ["HTTP_X_AMZ_CF_ID"]=> string(56) "85U3-IspcvuIfd5yJXxRzdMZmHbcBE0RWJWM-GarQbLX52i0_TdLyQ==" ["HTTP_USER_AGENT"]=> string(17) "Amazon CloudFront" ["HTTP_X_AMZN_TRACE_ID"]=> string(40) "Root=1-62f07143-069ab59c742533bc4a6c76ea" ["HTTP_X_FORWARDED_PORT"]=> string(2) "80" ["HTTP_CONNECTION"]=> string(5) "close" ["HTTP_X_FORWARDED_PROTO"]=> string(4) "http" ["HTTP_X_FORWARDED_FOR"]=> string(44) "44.197.230.180, 64.252.66.166, 10.247.45.143" ["HTTP_X_REAL_IP"]=> string(13) "10.247.45.143" ["HTTP_X_FORWARDED_HOST"]=> string(25) "www.rededorsaoluiz.com.br" ["HTTP_HOST"]=> string(13) "54.225.48.228" ["SCRIPT_URI"]=> string(68) "http://54.225.48.228/instituto/idorsintomas-persistem-apos-covid-19/" ["SCRIPT_URL"]=> string(48) "/instituto/idorsintomas-persistem-apos-covid-19/" ["REDIRECT_STATUS"]=> string(3) "200" ["REDIRECT_SCRIPT_URI"]=> string(68) "http://54.225.48.228/instituto/idorsintomas-persistem-apos-covid-19/" ["REDIRECT_SCRIPT_URL"]=> string(48) "/instituto/idorsintomas-persistem-apos-covid-19/" ["FCGI_ROLE"]=> string(9) "RESPONDER" ["PHP_SELF"]=> string(10) "/index.php" ["REQUEST_TIME_FLOAT"]=> float(1659924803.9164) ["REQUEST_TIME"]=> int(1659924803) }

Sintomas persistem após Covid-19

Sintomas persistem após Covid-19

Grupo de pacientes apresentou sintomas mesmo depois de passar pela fase aguda da doença.

Ainda não se sabe bem quais sintomas e as possíveis sequelas que os pacientes curados de Covid-19 desenvolvem. Assim, pesquisas correm ao longo da pandemia para entender como o vírus pode afetar pessoas acometidas pela doença a curto, médio e longo prazos. Foi então que um grupo de pesquisa da Itália realizou um estudo publicado na revista Lancet que avaliou 143 pacientes que receberam alta do hospital após desenvolverem Covid-19. No país 71,4% dos pacientes diagnosticados com a doença no início de junho desenvolveram sintomas como tosse, febre e dificuldade de respirar.

A partir de critérios dos critérios abaixo, delineados pela Organização Mundial da Saúde para descontinuação da quarentena, os pacientes do estudo de acompanhamento foram incluídos na pesquisa:

– ausência de febre por 3 dias consecutivos;

– melhora de outros sintomas relacionados à doença;

– 2 resultados negativos de teste para Sars-CoV-2 com 24 horas de intervalo.

Ademais, no dia da inclusão do estudo, os pacientes foram testados via RT-PCR, e aqueles que tiveram resultado negativo foram incluídos na amostra.

Os pacientes tinham idades entre 19 e 84 anos, metade eram mulheres; o tempo médio que estes ficaram internados foi de 13,5 dias, e mais de 70% deles foram diagnosticados com pneumonia intersticial – caracterizada por um declínio progressivo da função pulmonar. A partir do primeiro sintoma, os pacientes foram avaliados por 60 dias em média.

As informações sobre sintomas potencialmente relacionados à Covid-19 foram obtidos por meio de um questionário padronizado administrado no momento da inscrição, com relatos dos pacientes sobre os sintomas durante a fase aguda da doença e após esta ter passado.

A figura abaixo mostra os sintomas relatados durante e após a fase aguda da Covid-19. Os resultados mostram piora na qualidade de vida de 44,1% dos pacientes na fase de acompanhamento na recuperação; grande parte dos indivíduos relatou fadiga (53,1%), dispneia (43,4%), dores nas articulações (27,3%) e dores no peito (21,7%). O estudo mostra que 87,4% dos pacientes em recuperação da Covid-19 relataram persistência de pelo menos um sintoma, principalmente fadiga e dispneia. 

Figura: Sintomas na fase aguda e no acompanhamento após Covid-19 (adaptado para o português)

Por fim, os autores relatam algumas limitações do estudo, como a falta de informações sobre a história dos sintomas antes da fase aguda da Covid-19, o pequeno número de pacientes e a comparação de outro grupo de pacientes que receberam alta por outro motivo. Sendo assim, faz-se necessário que outros estudos sejam realizados para acompanhar o continuamente os efeitos de longa duração da doença.

Escrito por Luiza Mugnol Ugarte.

Quer receber as notícias do IDOR pelo WhatsApp? Clique aqui, salve o nosso número e mande uma mensagem com seu nome completo. Para cancelar, basta pedir!

14.08.2020

Conteúdo Relacionado