Pesquisa Clínica

Fachada IDOR

Um dos pilares de desenvolvimento da Oncologia D’Or é o Legado. Neste pilar a pesquisa e o ensino tem grande destaque, por sua enorme contribuição para o crescimento sustentável da Oncologia. A pesquisa clínica não apenas viabiliza a descoberta de novas e melhores alternativas de tratamento, mas também amplia o acesso de nossos pacientes a tratamentos inéditos, que não estariam acessíveis de outra forma.

Todo o trabalho de pesquisa e ensino é desenvolvido em estreita parceria com o Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino (IDOR), instituição sem fins lucrativos que tem por objetivo promover o avanço científico e tecnológico na área de saúde.

Sobre o Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino

Desde 2010, data da sua constituição jurídica, o IDOR passou a dispor de uma sede própria, localizada no Rio de Janeiro, e a coordenar a maior parte das atividades de ensino e pesquisa da Rede D’Or.

O Instituto D’Or já desponta como uma das referências em pesquisa e produção científica no Brasil em relevantes setores da área médica. Os pesquisadores e alunos do IDOR já publicaram mais de 400 artigos em revistas científicas internacionais, com mais de 2 mil citações nos dois últimos anos. O IDOR teve papel de destaque, por exemplo, no esforço multi-institucional que estabeleceu a relação causal entre o vírus Zika e o aumento da ocorrência de microcefalia no Brasil em 2016. Ainda, foi pioneiro, na América Latina, na criação de células-tronco reprogramadas a partir da urina de pacientes, um método não invasivo.

O Instituto possui linhas de pesquisa nas seguintes áreas de conhecimento: medicina intensiva, medicina interna, neurociências, pediatria e oncologia.

Na área de ensino, oferece programas de residência médica, doutorado, graduação, cursos de pós-graduação lato sensu que atuam de forma coordenada com as atividades de pesquisa.

Uma intensa programação de educação continuada é oferecida, anualmente, sob a forma de seminários, palestras, jornadas, cursos hands-on e workshops.

O IDOR tem parcerias efetivas com Programas de Pós-graduação stricto sensu de Universidades públicas no Rio de Janeiro e mantém laços de cooperação científica com diversas instituições de pesquisa e ensino nacionais e internacionais.