Câncer de Cólon e Reto

O que é câncer de cólon?

O cólon compõe o chamado intestino grosso. Câncer é o nome que se dá a um crescimento desorganizado e acelerado de células em uma determinada região do corpo. Quando o câncer acontece no intestino grosso, é denominado  câncer de cólon.

Esse é o terceiro câncer mais comum em homens, e o segundo câncer mais incidente em mulheres.

Dados do Instituto Nacional do Câncer, o INCA, estimam que em 2018, 17.380 homens foram diagnosticados com o câncer de cólon, enquanto 18.980 mulheres receberam o mesmo diagnóstico.

 

Quais são os fatores de risco do câncer de colón?

Além dos fatores de risco que afetam outros tipos de câncer, como o tabagismo, o alcoolismo e  o sedentarismo,  o câncer de cólon também está associado aos  seguintes fatores de risco:

  • histórico familiar de câncer de cólon ou no reto;
  • presença de pólipos adenomatosos;
  • Idade (quanto mais idade, maior o risco);
  • Doença inflamatória intestinal (Crohn e retocolite ulcerativa);
  • Dieta rica em gordura e com pouca fibra.

A incidência do câncer de cólon também é maior em homens e mulheres acima dos 50 anos de idade.

 

Quais são os sintomas do câncer de cólon?

Os sintomas do câncer de reto são variados, sendo que ter a presença de um ou mais dos sinais abaixo descritos não quer dizer, necessariamente, que o paciente possui câncer de cólon. O ideal é ter acompanhamento médico para realizar exames complementares antes de fechar um diagnóstico.

Os sintomas do câncer no reto incluem:

  • diarreia ou constipação constante;
  • incontinência anal;
  • fraqueza e fadiga que não cessam;
  • perda de peso súbita e acelerada;
  • fezes escurecidas, pastosas ou em formato de fita;
  • sangramento retal;
  • presença de sangue nas fezes;
  • cólicas abdominais;
  • gases constantes;
  • dor abdominal;
  • sensação de que o intestino não esvazia de forma total;
  • náuseas e vômito;
  • coceira, ardor ou secreções incomuns no ânus; e
  • dor na região anal, com dificuldade para defecar.

 

Como o câncer de cólon é diagnosticado?

O diagnóstico do câncer de cólon retal é feito, inicialmente, por meio do exame de toque, seguido por exames complementares como a colonoscopia, que se trata da inserção de um aparelho com uma câmera na ponta, que, além de permitir ao médico ver o interior do intestino, também o ajuda a captar amostras para a realização de uma biópsia.

O exame de fezes, com a análise de uma pequena amostra, em busca de sangue, também é uma forma de detecção da doença ainda em seus estágios iniciais, quando o sangue ainda não é necessariamente visível.

O diagnóstico é feito, geralmente, por um médico proctologista que pode trabalhar em conjunto com o oncologista.

 

Como é o tratamento do câncer de cólon?

Antes de iniciar o tratamento do câncer de cólon, é feito o estadiamento da doença, que avalia o avanço do câncer no corpo do paciente. Cada tratamento é recomendado de acordo com o tipo específico de câncer do paciente.

Para tratar o câncer de cólon e de reto, pode ser recomendada a realização de uma cirurgia, além do tratamento complementar de quimioterapia e de radioterapia.

A Oncologia D’Or foi criada em 2010, a partir do Centro de Oncologia Quinta D’Or, no Rio de Janeiro. Atualmente, a rede conta com mais de 40 clínicas, espalhadas pelos estados de Rio de Janeiro, São Paulo, Distrito Federal, Tocantins, Ceará e Bahia.