Rabdomiossarcoma

O que é rabdomiossarcoma?

Câncer é um conjunto de doenças com características similares, mas desenvolvimentos e respostas a tratamentos que são bem diferentes. Geralmente, ele acontece quando um determinado grupo de células passa a apresentar um comportamento anormal, com um crescimento acelerado e desordenado.

Quando as células que apresentam esse crescimento anormal são células dos músculos estriados, que compõem a musculatura esquelética do sistema locomotor, o paciente é diagnosticado com rabdomiossarcoma.

Ele recebe esse nome porque se origina em um grupo de células chamado rabdomioblastos que estão presentes no embrião humano e, no futuro, servirão como base para a formação dos músculos.

Existem diferentes tipos de rabdomiossarcoma, como o rabdomiossarcoma alveolar, o rabdomiossarcoma embrionário e o rabdomiossarcoma ocular, que surge geralmente na região atrás dos olhos, nos músculos responsáveis pelo movimento do globo ocular.

O rabdomiossarcoma faz parte  da família dos sarcomas chamados de “partes moles”, para diferenciá-los dos sarcomas ósseos. Os músculos esqueléticos estão distribuídos por quase todo o corpo humano. Por isso, o rabdomiossarcoma pode surgir em qualquer parte do corpo, mais frequentemente  no pescoço, cabeça, sistema urinário e órgãos genitais.

O rabdomiossarcoma é um tipo de câncer que, de forma geral, acomete mais crianças e adolescentes do que pacientes adultos e de idade avançada.

 

Quais os sintomas de rabdomiossarcoma?

Como essa condição acontece em diferentes lugares do corpo humano, muitas vezes um paciente pode apresentar sintomas diferentes. Entre os principais sintomas de rabdomiossarcoma, podemos destacar:

 

– nódulo ou inchaço acompanhado de dor e vermelhidão no local, que geralmente é notado pelos pais que dão banho nas crianças e pode ser sentido por baixo da pele da criança;
– estrabismo ou deslocamento do olho, que fica com a aparência de saltado para fora;
– obstrução nasal;
– sangramentos nasais constantes;
– sangue que sai do ouvido combinado com diminuição progressiva da audição;
– dificuldade para urinar e presença de sangue na urina;
– inchaço abdominal acompanhado de vômitos e cólicas;
– dor nos ossos;
– aumento dos testículos;
– secreção vaginal com sangue; e
– perda de peso.

 

Uma vez que há a suspeita de rabdomiossarcoma, o paciente passa por vários exames de imagem, como tomografias e ressonâncias magnéticas, seguidos de biópsias e outros exames complementares com o objetivo de confirmar a doença.

 

Como é o tratamento do rabdomiossarcoma?

O tratamento do rabdomiossarcoma visa a cura, que pode ser  obtida por meio de uma série de tratamentos oncológicos, como cirurgia, quimioterapia e radioterapia.

O tratamento do rabdomiossarcoma vai depender, diretamente, do tipo de rabdomiossarcoma que o paciente possui, além da localização do tumor e do estadiamento de sua condição médica.

A Oncologia D’Or é uma rede de mais de 40 clínicas especializadas em fornecer atendimento oncológico de excelência para os pacientes que estão passando pelo câncer.

As clínicas da Oncologia D’Or estão presentes nos estados de Rio de Janeiro, São Paulo, Distrito Federal, Pernambuco, Tocantins, Ceará, Maranhão e Bahia.