Hipertensão Arterial

MARCAR CONSULTA

O que é Hipertensão?

A Hipertensão, mais conhecida como pressão alta, é quando a pressão arterial está maior ou igual a 14 por 9 (deveríamos dizer 140 por 90 milímetros de mercúrio e não 14 por 9, mas, de maneira prática significam a mesma coisa). A pressão se eleva por vários motivos. A sua origem normalmente é multifatorial e altamente complexa, envolvendo a interação de numerosos mecanismos independentes ou interdependentes. Podemos citar como os mais relevantes os fatores genéticos (quando os pais são hipertensos), o sedentarismo (falta de atividade física), a obesidade e o aumento da ingestão de sal na dieta, dentre outros.

Quais os sintomas?

A única maneira de realizar o diagnóstico da hipertensão é por meio da medida da pressão arterial. Então, recomenda-se aferir a pressão arterial pelo menos uma vez ao ano a partir dos 3 anos de idade. 

Sempre que a pressão marcar 14 por 9 ou mais, um médico deve ser consultado, pois pode ser um sinal de hipertensão ou apenas uma elevação isolada, devido à variabilidade fisiológica da pressão arterial.

Quando podemos ter valores elevados de pressão arterial em pessoas normotensas? 

– Estresse;
– Ansiedade;
– Dor;
– Dias frios e
– Na consulta médica (hipertensão do avental branco).

 

Quais são os riscos?

A hipertensão ataca os vasos, coração, cérebro e rins. Os vasos são recobertos internamente por uma camada muito fina e delicada, que é machucada a cada batimento cardíaco quando a pressão está alta. Com isso, os vasos se tornam endurecidos e estreitados podendo, com o passar dos anos, entupir ou romper. Quando o entupimento de um vaso acontece no coração, causa a angina que pode ocasionar um infarto do miocárdio. No cérebro, o entupimento ou rompimento de um vaso leva ao AVC (Acidente Vascular Cerebral), mais conhecido como derrame cerebral. Nos rins podem ocorrer alterações na filtração até a sua falência. Todas essas situações são muito graves e podem ser evitadas com o tratamento adequado e bem conduzido.

 

Exames Diagnósticos

Por este motivo, é necessário confirmar o diagnóstico, ou seja, se esta elevação da pressão arterial foi ocasional ou se já é o início da hipertensão, realizando medidas fora do consultório médico, por meio dos exames MAPA ou MRPA (monitorização ambulatorial ou residencial da pressão arterial). 

Após a confirmação diagnóstica (idealmente pela MAPA ou MRPA), inicia-se o tratamento da hipertensão a partir do controle dos seus fatores de risco e medicamentos anti-hipertensivos.

 

Como é o tratamento da hipertensão arterial?

Dicas para ter a hipertensão sob controle:

– Medir a pressão anualmente;
– Praticar atividades físicas diariamente;
– Manter o peso ideal (combater a obesidade);
– Alimentação saudável: sem frituras e mais frutas, verduras e legumes;
– Reduzir o consumo de álcool;
– Se possível, não beber;
– Abandonar o cigarro;
– Nunca parar o tratamento, sem orientação do seu médico;
– Evitar o estresse e
– Adotar tempo para a família, os amigos e o lazer. 

Quanto à medicação, há várias opções e o seu médico irá ajustar conforme a resposta do seu organismo e sua condição clínica.