Câmara Hiperbárica

Câmara Hiperbárica

A Medicina Hiperbárica é a área da Medicina que estuda os efeitos da variação da pressão ambiental sobre as pessoas e como esta variação pode ajudar na recuperação dos pacientes que sofrem de algumas doenças. Em concentrações elevadas, o oxigênio funciona como um medicamento e, por este motivo, precisa ter dosagem e indicações de uso bem estabelecidas.

A unidade Jabaquara é referência na capital nesse tipo de tratamento através de câmaras hiperbáricas. Dentre as várias doenças que podem ser tratadas pela Medicina Hiperbárica e, desta maneira, beneficiar os pacientes, as mais frequentes são:

  • Complicações de cirurgias como plásticas, ortopédicas e odontológicas
  • Complicações tardias de radioterapia
  • Feridas de membros inferiores com sinais de infecção ou demora de cicatrização
  • Feridas em pacientes diabéticos, também conhecidas como “pés diabéticos”
  • Infecções crônicas em ossos ou infecções necrosantes
  • Queimaduras e vasculites
  • Embolia arterial gasosa e doenças descompressivas (que acontecem principalmente em mergulhadores)

A oxigenoterapia hiperbárica consiste na inalação de oxigênio “puro” – sob pressão ambiental aumentada. Esta pressão pode corresponder a até 15 metros de profundidade no mar. Ao respirar oxigênio nessas condições, o paciente é capaz de aumentar a quantidade de oxigênio diluído na parte líquida do sangue, conhecida como plasma. Devido a este aumento, o oxigênio se espalha a uma distância até quatro vezes maior do que ocorreria se o indivíduo estivesse sob pressão atmosférica normal.

O procedimento ocorre dentro das câmaras hiperbáricas, seguindo normas de seguranças muito rígidas e com acompanhamento de médicos e enfermeiros altamente treinados e capacitados.