Urologia

Urologia

A urologia é a especialidade que compreende os cuidados com o aparelho urológico, atendendo pessoas de ambos os sexos que apresentem doenças, como litíase renal (pedra nos rins ou cálculo renal) e incontinência urinária. Com serviços integrados de consultas, exames e cirurgias, conta com profissionais especializados para o atendimento mais assertivo.

O que é Urologia?

A Urologia é a especialidade que compreende os cuidados com o aparelho urológico, atendendo pessoas de ambos os sexos que apresentem doenças, como litíase renal (pedra nos rins ou cálculo renal) e incontinência urinária. A Clínica de Urologia dispõe de serviços integrados de consultas, exames e cirurgias, e conta com profissionais especializados para o atendimento mais assertivo, todos associados a Sociedade Brasileira de Urologia.

Os urologistas que atuam na Rede D’Or São Luiz estão engajados às inovações em prevenção, métodos diagnósticos, procedimentos intervencionistas, cirurgia minimamente invasiva através de laparoscopia pura e com assistência robótica, quimioterapia e radioterapia. Isso faz com que as unidades hospitalares possam ser consideradas como renomadas clínicas de urologia.

Assim, os urologistas estão aptos a atuarem nos diferentes segmentos da especialidade, como:

  • Andrologia: cuida exclusivamente do sistema reprodutor masculino, sua função sexual e hormonal
  • Doenças sexualmente transmissíveis (DSTs): como gonorreia, herpes e sífilis
  • Urologia feminina ou pediátrica: assistência as doenças urológicas que ocorrem nestes pacientes
  • Uroneurologia: tratamento de doenças urinárias consequentes de distúrbios neurológicos
  • Uro-oncologia: para diagnóstico e tratamento específico de tumores urológicos, como o câncer de próstata

Câncer de Próstata

Dependendo do tipo de tumor, do estágio do câncer no momento da detecção e da idade e condição de saúde do paciente, o tratamento pode variar. Em muitos casos, especialmente em homens mais idosos, os medicamentos não chegam a ser necessários e o médico adota a chamada “vigilância ativa”, apenas monitorando a progressão da doença.

Outros tratamentos incluem a quimioterapia e a radioterapia, a terapia hormonal e a cirurgia, que pode ser a aberta clássica, por videolaparoscopia ou robótica. As técnicas de tratamento, em especial de cirurgia, têm avançado muito, tornando os efeitos colaterais mais raros, como a impotência e a incontinência urinária, e reduzindo também o tempo de recuperação do paciente.

Cirurgia Robótica

Um dos pontos focais na urologia é o tratamento do câncer de próstata, através da cirurgia robótica. Minimamente invasiva e com menor risco de infecção e sangramento, e mais agilidade na recuperação do paciente, o procedimento ainda reduz as chances de comprometimento da capacidade erétil e do controle urinário masculino. Estudos apontam que o método ajuda na preservação dos nervos que conduzem os estímulos da ereção.

A utilização das pinças robóticas amplia os movimentos da mão humana, de forma que fiquem mais precisos e delicados, causando menos trauma no organismo do paciente, além de contribuir ao cirurgião o acesso e manipulação em tecidos mesmo em espaços muito limitados.