Cirurgia Pediátrica

Cirurgia Pediátrica

O tratamento cirúrgico realizado em crianças – desde o período neonatal até a puberdade – é o que compete a Cirurgia Pediátrica.

O que é cirurgia pediátrica?

Uma cirurgia é um tipo de tratamento terapêutico indicado para resolver uma condição médica ou aprimorar a qualidade de vida de um determinado paciente. Quando essa cirurgia precisa ser realizada em um indivíduo ainda em desenvolvimento, no período que vai desde o neonatal até o fim da puberdade, a especialidade médica ganha o nome de cirurgia pediátrica.

É necessária uma subdivisão para a realização de cirurgias em bebês, crianças e adolescentes porque o corpo deles é muito diferente em comparação ao corpo de um adulto totalmente desenvolvido. Muitas características podem mudar, sendo que um ser humano nasce com um número de ossos maior do que ele vai ter quando envelhecer.

O corpo de uma criança também possui uma incrível capacidade de recuperação, que pode ser uma grande vantagem na hora de tratar de condições que podem afetar a qualidade de vida e o desenvolvimento infantil. É por conta desses fatores que a cirurgia pediátrica é uma especialidade médica essencial no tratamento e cuidado de bebês, crianças e adolescentes.

As cirurgias podem ser feitas em variadas partes do corpo, sendo que um médico especializado em cirurgia pediátrica pode se aprofundar em uma determinada área. É o caso dos médicos de cirurgia cardíaca pediátrica, que tratam de problemas que podem assolar o coração e o sistema cardiovascular de crianças, bebês e adolescentes.

Os cirurgiões com especialidade em cirurgia pediátrica podem atuar tanto em casos de emergência, como os que tratam de condições como a apendicite e a torção dos testículos em outros mais corriqueiros, como as cirurgias indicadas para resolver malformações diversas, a fimose, o refluxo gástrico e as hérnias.

As cirurgias são normalmente indicadas pelo médico pediatra que realiza o acompanhamento da criança, sendo que outras especialidades médicas, como a oncologia, a neonatologia, a otorrinolaringologia e a pneumologia também podem ser consultadas para trabalhar em conjunto na resolução dos problemas.

Os obstetras e o neonatologistas também podem trabalhar em conjunto com os médicos de cirurgia pediátrica, em especial naqueles casos em que o paciente precisa ser operado logo após seu nascimento, para que sua recuperação aconteça com mais rapidez e facilidade. Em alguns casos, quando há a detecção de problemas ainda no período gestacional, os cirurgiões podem realizar procedimentos cirúrgicos quando o bebê ainda está no útero, em formação.

Em alguns casos específicos, a cirurgia robótica pode ser recomendada para o paciente. Feita por meio de um robô, o Da Vinci, o tratamento diminui o tempo de recuperação, o tamanho da incisão e até as chances de hemorragia.

Os hospitais da Rede D’Or São Luiz possuem mais de 10 unidades do robô Da Vinci espalhadas em 9 hospitais diferentes. A tecnologia é um dos mais modernos avanços da Medicina e chegou ao Brasil em 2008.

Só nos últimos 3 anos, a Rede D’Or São Luiz realizou mais de 4 mil procedimentos de cirurgia robótica.