Angiotomografia Computadorizada Coronariana

Este exame permite detectar e a quantificar entupimentos nas artérias coronárias.

O que é?

Através de uma tomografia computadorizada do coração com contraste, permite detectar e a quantificar entupimentos nas artérias coronárias (vasos responsáveis pela irrigação sanguínea do coração, e que quando obstruídos podem levar ao infarto agudo do miocárdio). De maneira mais simples e minimamente invasiva, o exame produz imagens semelhantes àquelas obtidas ao cateterismo, e é atualmente um dos principais testes utilizados na pesquisa da doença coronariana em pacientes com queixa de dor no peito.

 

Por que o exame é realizado: 

O teste é feito para pesquisar anormalidades nas artérias coronárias, principalmente entupimentos causados por placas de gordura (aterosclerose). 

 

Preparo

Será necessário jejum nas três horas que antecedem o exame. Não é necessário suspender o uso de medicamentos, que poderão ser ingeridos com água. Evite fumar ou fazer uso de substâncias estimulantes (ex. cafeína) nas três horas que antecedam ao exame. Não é necessário estar acompanhado e é possível dirigir e trabalhar normalmente após o exame.

 

Roupas e objetos pessoais:

Será necessário remover as roupas acima da cintura (inclusive sutiã), que serão trocadas por um avental. Objetos pessoais ficarão armazenados em local fechado à chave, que ficará com o paciente durante todo o tempo de exame.

 

O que esperar:

O exame leva aproximadamente 20 a 30 minutos, considerando o tempo de obtenção das imagens e aquele necessário para o paciente ser posicionado no tomógrafo (será necessário deitar com a barriga para cima e com os braços posicionados acima da cabeça). Diferente dos aparelhos de ressonância magnética fechada em que o paciente precisa entrar em um tubo, o tomógrafo não é tão longo, sendo mais parecido com um arco, e por essa razão é usualmente bem tolerado mesmo por pacientes claustrofóbicos. Para a monitorização dos batimentos cardíacos durante o exame, adesivos (eletrodos) serão colados no tórax e conectados por fios ao aparelho. Para a injeção de contraste, será puncionada uma veia em um dos braços com o uso de uma agulha. Durante a injeção do contraste e comum sentir uma onda de calor pelo corpo e um gosto metálico na boca, que desaparecem em poucos segundos.

Para permitir uma análise adequada das artérias coronárias, dois medicamentos são rotineiramente utilizados no momento do exame (Estarão disponíveis no local. Não precisam ser trazidos pelo paciente). O primeiro é o dinitrato de isossorbida na dose de 5 mg sub-lingual, feito com o objetivo de dilatar os vasos coronarianos e permitir uma melhor visualização do seu interior.  E o segundo é o metoprolol que será administrado por via venosa (mesmo acesso utilizado para o contraste) com o objetivo de limitar a frequência cardíaca a no máximo 60 batimentos por minuto durante o exame. Em geral, os efeitos desses dois medicamentos não são percebidos pelo paciente, e o efeito indesejado mais comum é a dor de cabeça relacionada ao dinitrato de isossorbida, que pode ser tratada com analgésicos comuns. Reações indesejadas graves com o uso dessas medicações são raras, entretanto se você estiver preocupado com esse risco converse com o seu médico.

 

Riscos

Como qualquer tomografia computadorizada, haverá exposição a radiação ionizante (raios-X). Entretanto, a dose de radiação do exame é considerada baixa, e qualquer risco associado a ela costuma ser muito inferior aos riscos de se deixar de diagnosticar a doença coronariana. De qualquer forma, mulheres que estejam ou possam estar grávidas devem evitar o exame. 

Será necessária a utilização de contraste a base de iodo. Pacientes com história de alergia devem discutir com seu médico os riscos e benefícios do teste, e caso optem pela sua realização será necessária a utilização de medicação anti-alérgica específica na véspera e no dia do exame. Mesmo com esse cuidado, ainda existe chance, ainda que pequena, de reação alérgica no momento do exame, que pode inclusive ocorrer em pacientes sem história de alergia.  Se você está preocupado com o risco de reações alérgicas converse com seu médico.

Exames e Procedimentos relacionados