Cirurgia

Cirurgia

Especialidade diversificada na medicina, a Cirurgia Geral pode abordar diversas regiões do corpo. Seu estudo trata dos mecanismos fisiopatológicos, diagnóstico e tratamento de enfermidades que podem ser tratadas por meio de procedimentos cirúrgicos.

Uma das etapas que antecede ao procedimento cirúrgico é a identificação da necessidade deste. Comumente, são nas consultas médicas de rotina – para realização de check up, que são diagnosticadas algumas doenças, principalmente as conhecidas como “silenciosas” por terem sintomas discretos ou imperceptíveis pelos próprios pacientes.

Mais do que estar atento ao organismo, é preciso ir a consultas médicas com frequência como alternativa importante para a saúde preventiva. O Hospital Brasil entende esta necessidade e dispõe de um corpo clínico formado com um grande número de especialistas para atendimento em consultório. Neste cenário, é também no consultório, durante o acompanhamento de doenças consideradas crônicas, que se verifica a necessidade cirúrgica como integrante do tratamento.

Assim, operações ou procedimentos cirúrgicos são técnicas que visam o tratamento/cura de doenças benignas ou malignas através de cirurgias. Contemplando as mais diversas especialidades, podem ocorrer através de práticas convencionais e também minimamente invasivas, como a mais moderna técnica cirúrgica: a cirurgia robótica. Neste segmento, a Rede D’Or São Luiz é líder, detendo o maior parque robótico do país, com nove plataformas, majoritariamente utilizadas em cirurgias urológicas, bariátricas e ginecológicas, mas também atendendo outras especialidades.

No Hospital e Maternidade Brasil, o robô Da Vinci Si é conduzido por cirurgiões para os procedimentos das especialidades de ginecologia, urologia, cirurgia geral, torácica e cirurgia oncológica. Ao todo, já foram realizadas mais de 400 cirurgias robóticas na unidade, em um período de dois anos, o que posiciona o hospital como referência em cirurgia em Santo André.

Assim como em todos os Centros Cirúrgicos dos Hospitais da Rede D’Or São Luiz, o Hospital e Maternidade Brasil está implantado o Protocolo de Cirurgia Segura, definido pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que visa à redução do risco de eventos adversos antes, durante e após os procedimentos. Estes cuidados integram a Política de Qualidade Corporativa que faz com que as unidades sejam reconhecidas por sua excelência.

O que é cirurgia geral?

Especialidade diversificada na medicina, a Cirurgia Geral pode abordar diversas regiões do corpo. Seu estudo trata dos mecanismos fisiopatológicos, diagnóstico e tratamento de enfermidades que podem ser tratadas por meio de procedimentos cirúrgicos.

O profissional Cirurgião Geral atende a diversas demandas em um hospital, o que exige sólida formação em clínica cirúrgica. Ele pode atender em ambulatórios, prontos-socorros e realizar cirurgias eletivas.
A Associação Médica Brasileira e o Conselho Federal de Medicina reconheceram a Cirurgia Geral como especialidade, e não apenas sendo um pré-requisito para outras especialidades cirúrgicas.

Áreas da cirurgia:

  • – Cirurgia abdominal, abrangendo os órgãos do diafragma à pélvis;
  • – Cirurgia de cabeça e pescoço, a qual a mais frequente é a cirurgia da tireoide;
  • – Cirurgia coloproctológica, a qual a mais frequente é a correção de hemorroidas;
  • – Cirurgias de trauma, que cuida de pessoas que sofreram algum tipo de lesão, como ferimentos resultantes de quedas, colisão ou arma branca.

As técnicas cirúrgicas mais utilizadas são a cirurgia convencional ou aberta e cirurgia videolaparoscópica, que é um procedimento menos invasivo.

Em cirurgia geral, as cirurgias mais comuns realizadas por médicos desta especialidade são: as de hérnias, colecistite, colelitíase (popularmente conhecida como pedra na vesícula), hemorroida, úlcera gástrica, diverticulite e traumas.

Como são feitas as cirurgias?

As cirurgias são feitas com a autorização de um médico, que determina avaliações adicionais, como o exame de sangue, para iniciar o preparo do paciente para a realização do procedimento cirúrgico.

Essas avaliações são chamadas de pré-operatório, sendo que alguns exames também poderão ser realizados depois da cirurgia, na parte do tratamento conhecida como pós-operatório, que também envolve cuidados com a região onde foi feita a incisão para o início da cirurgia.

Dependendo de seu tipo e objetivo, uma cirurgia pode ser realizada com anestesia total ou local, e o procedimento geralmente é feito com um médico cirurgião acompanhado de um anestesiologista, além de outros integrantes da equipe médica, como enfermeiros e instrumentadores.

Antes que um procedimento cirúrgico seja realizado, os hospitais da Rede D’Or São Luiz colocam em prática normas de segurança internacionalmente recomendadas. O Protocolo de Cirurgia Segura, ou CheckList, que foi desenvolvido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) determina uma gama de rotinas de verificação no local e também no paciente que, segundo estudos internacionais, reduzem os danos e a mortalidade cirúrgica em até 42%.

Algumas cirurgias podem ser feitas utilizando robôs e máquinas, que aumentam a precisão de trabalho do médico e são menos invasivas do que os tratamentos mais tradicionais.

A Rede D’Or São Luiz possui 10 robôs, espalhados em 9 instituições médicas diferentes, como os hospitais Copa D’Or, Barra D’Or, São Luiz Itaim, São Luiz Morumbi, Santa Luzia e Hospital Esperança. Nos últimos 3 anos, a Rede D’Or São Luiz realizou mais de 4 mil cirurgias robóticas.

Em um ano, os hospitais da Rede D’Or São Luiz chegam a realizar mais de 220 mil procedimentos e intervenções cirurgias diversas.

Áreas de Atuação