Tratamento do Estresse Pós-Traumático (TEPT)

MARCAR CONSULTA

O que é transtorno do estresse pós-traumático (TEPT)?

TEPT é a sigla médica que designa o transtorno do estresse pós-traumático. Essa é uma condição caracterizada como um distúrbio de ansiedade, englobando uma série de sintomas e sinais que podem ser diferentes de acordo com o paciente.

O TEPT geralmente é desencadeado após algum acontecimento que gerou um trauma na vida do paciente. Esse fato pode ter acontecido diretamente com o paciente ou ele pode ter sido apenas testemunha. 

É importante frisar que cada pessoa tem uma sensibilidade diferente e que fatos que podem não afetar um determinado indivíduo podem acabar fazendo uma outra pessoa desenvolver um quadro de TEPT. Por isso, é essencial respeitar a individualidade. 

Depois de ter sofrido um determinado acontecimento, o paciente com TEPT apresenta a revivescência. Quando ele entra nesse quadro, é como se ele estivesse de novo vivendo aquela situação ameaçadora, preso a ela e sentindo as mesmas sensações físicas, inclusive dor, além de medos, angústias e temores que marcaram aquele momento específico que gerou o trauma.

O TEPT pode ser totalmente incapacitante e os episódios de revivescência podem acontecer por longos períodos de tempo, sendo que costumam ser intermitentes. Por conta disso, pacientes com TEPT tendem a evitar procurar ajuda médica, com medo de descrever seus sintomas ou até mesmo de relembrar propositalmente do episódio traumático.

Além do transtorno psicológico, o TEPT pode ter consequências físicas graves, que vão desde problemas cardíacos a um aumento no nível de cortisol (o hormônio do estresse) circulando no sangue, entre outros sintomas, que a longo prazo podem fazer muito mal à saúde. O TEPT é uma condição grave, que precisa ser tratada com o objetivo de devolver ao paciente seu bem-estar e sua qualidade de vida.

 

Quais os sintomas e sinais de transtorno do estresse pós-traumático (TEPT)?

Entre os principais sinais de TEPT, podemos destacar:

– episódios de revivescência, onde a pessoa tem flashbacks e sente novamente todas as sensações pelas quais passou durante o episódio traumático;
– isolamento social, onde a pessoa evita novas situações traumáticas, podendo desfazer amizades, deixar de sair de casa e realizar suas atividades cotidianas;
– depressão, onde a pessoa deixa de ter prazer naquilo que antes do trauma a fazia feliz, perde as esperanças, teme exageradamente o futuro, entre outros sintomas;
– ataques de pânico, com: coração acelerado, boca seca, transpiração, medo de morrer, hiperventilação;
– insônia;
– estado de alerta constante e não consegue relaxar (hipervigilância).

Além da consulta médica, o diagnóstico do TEPT é obtido também por meio de exames de sangue que, por exemplo, medem os níveis de cortisol na corrente sanguínea do paciente.

 

Como é o tratamento do transtorno de estresse pós-traumático (TEPT)?

O tratamento do TEPT costuma ser multidisciplinar. Além do uso de medicamentos que impedem que o corpo tenha uma reação exagerada, como os ataques de pânico, o paciente também requer um acompanhamento psicológico, como forma de lidar com o trauma de uma forma mais precisa.

Pacientes com TEPT também devem ser motivados a realizar atividades físicas e de ressocialização que possam fazê-lo se sentir seguro novamente em sociedade, sempre com apoio do médico e do psicólogo.

Por ano, a Rede D’Or São Luiz realiza mais de 3,4 milhões de atendimentos médicos de urgência e emergência. A Rede D’Or São Luiz está presente nos estados de Rio de Janeiro, São Paulo, Distrito Federal, Pernambuco, Maranhão, Sergipe e Bahia. Marque a sua consulta.