Neurocirurgia Pediátrica

Neurocirurgia Pediátrica

A neurocirurgia pediátrica é uma subdivisão da cirurgia pediátrica, sendo que ela tem esse nome por ser realizada em pacientes que ainda são bebês, crianças e adolescentes, dos 0 aos 18 anos de idade.

O que é neurocirurgia pediátrica?

Uma cirurgia é todo e qualquer tipo de procedimento que requer a intervenção, seja manual ou por meio de instrumentos, do médico no paciente. A neurocirurgia acontece quando a cirurgia é realizada no sistema nervoso, em lugares como cérebro e medula espinhal.

A neurocirurgia pediátrica é uma subdivisão da cirurgia pediátrica, sendo que ela tem esse nome por ser realizada em pacientes que ainda são bebês, crianças e adolescentes, dos 0 aos 18 anos de idade.

Nessa fase do desenvolvimento humano, o corpo possui uma grande plasticidade, podendo se adaptar de formas surpreendentes. É por conta dessa capacidade singular de adaptação que pacientes que nascem com problemas congênitos no sistema nervoso geralmente realizam a neurocirurgia pediátrica, de forma que a recuperação não afete o desenvolvimento futuro da criança.

Além disso, o cérebro da criança é diferente de um adulto e é necessário um profissional com especialização em neurocirurgia pediátrica para indicar o tratamento correto a ser seguido.

A neurocirurgia pediátrica na coluna trata, por exemplo, de malformações na medula espinhal. São condições como a mielomeningocele, a medula presa e os disrafismos espinhais, também chamados de espinhas bífida, que acontecem quando, por algum motivo, a medula da criança não se fechou por completo. Isso precisa ser remediado porque pode causar sérios problemas futuros.

Sempre que possível, o caminho escolhido é o menos invasivo, fazendo um grande esforço para devolver ao paciente sua qualidade de vida.

A neurocirurgia funcional também participa da neurocirurgia pediátrica. Isso porque ela trata de epilepsias e distúrbios de movimento que podem assolar pacientes da pediatria.

No geral, é recomendada a realização de procedimentos cirúrgicos da neurocirurgia pediátrica para tratar das seguintes condições: hidrocefalia, cranioestenose, encefaloceles, traumatismos cranianos, esquizencefalia, agenesia de corpo caloso, síndrome de Chiari, acrania e colpocefalia.

A neurocirurgia pediátrica também pode ser feita para tratar de tumores, removendo-os com rapidez.

A Rede D’Or São Luiz conta com mais de 87 mil médicos em seu quadro de funcionários, inclusive com especialistas em neurocirurgia pediátrica.

Seus hospitais estão espalhados pelos estados de Rio de Janeiro, São Paulo, Distrito Federal, Pernambuco, Sergipe, Maranhão e Bahia.