Elastografia de Mama

Trata-se de um exame de imagem, não invasivo, que utiliza as técnicas do exame de ultrassom convencional - acoplado a um software - com a finalidade de avaliar a compressibilidade de diferentes tecidos do corpo humano.

O que é Elastografia de Mama?

A Elastografia de Mama é um exame de imagem, não invasivo, que utiliza as técnicas do exame de ultrassom convencional – acoplado a um software – com a finalidade de avaliar a compressibilidade de diferentes tecidos do corpo humano.  

Assim, o exame mostra áreas que estão com a elasticidade preservada e áreas que estão com a elasticidade alterada. A diferença de rigidez dos tecidos é representada por colorações diferentes no exame.

 

Como é feito o exame Elastografia de Mama?

A Elastografia de Mama é realizada através do exame convencional de ultrassonografia.

Durante o exame, a paciente permanece deitada na maca em decúbito dorsal (de barriga para cima), com o braço atrás da cabeça – um de cada vez e do mesmo lado da mama que está sendo examinada. Enquanto isso, o médico utiliza um pequeno aparelho (transdutor) e desliza este aparelho sobre a mama da paciente. 

O médico aplica um gel na mama durante o exame, para permitir que o equipamento deslize com maior facilidade. Quando visualizado um nódulo na mama, o médico irá exercer uma pressão sobre a mama, com o transdutor. 

As imagens das estruturas anatômicas aparecem em tempo real na tela para o médico. O exame é indolor e não invasivo.

Não necessita de jejum ou preparo para sua realização. É importante levar exames de imagem prévios, referente às mamas, quando for realizar a elastografia.

 

Para que serve o Exame Elastografia de Mama?

Por meio da Elastografia de Mama os nódulos mamários são avaliados durante a sua compressão e descompressão e classificados. Após a classificação, que leva em conta a elasticidade de cada nódulo, é possível dizer se o nódulo possui características malignas ou benignas. 

A elastografia mamária é considerada um exame complementar e, portanto, seu resultado deverá ser interpretado e utilizado em conjunto com o exame físico da paciente, com as queixas clínicas e com os achados de ultrassom convencional para guiar procedimentos, definir condutas e tentar chegar a um diagnóstico mais preciso.

 

Por ano, a Rede D’Or São Luiz realiza mais de 3,4 milhões de atendimentos médicos de urgência e emergência. A Rede D’Or São Luiz está presente nos estados de Rio de Janeiro, São Paulo, Distrito Federal, Pernambuco, Maranhão, Sergipe e Bahia.

Exames e Procedimentos relacionados