Endocrinologia Pediátrica

Endocrinologia Pediátrica

A pediatria endocrinológica, também chamada de endocrinologia pediátrica, é o segmento da pediatria que trabalha em conjunto com a endocrinologia, que é responsável por cuidar das glândulas de secreção presentes no interior do corpo humano.

O que é pediatria endocrinológica?

A pediatria endocrinológica, também chamada de endocrinologia pediátrica, é o segmento da pediatria que trabalha em conjunto com a endocrinologia, que é responsável por cuidar das glândulas de secreção presentes no interior do corpo humano. São elas que expelem, por exemplo, hormônios como aqueles que são responsáveis pelo crescimento e pela sensação de saciedade após uma refeição.

Quando se trata de pediatria endocrinológica, ela é responsável por prevenir, diagnosticar e tratar condições nas glândulas de secreção de hormônios em pacientes que são bebês, crianças, adolescentes e jovens adultos. No geral, pacientes de até 20 anos de idade podem ser atendidos pela pediatria endocrinológica.

A infância é a etapa principal de desenvolvimento do corpo humano. É nessa fase da vida em que os hormônios estão mais ativos, prontos para ajudar o organismo a crescer e se desenvolver para formar um adulto completo.

Quando acontece um desequilíbrio hormonal nessa fase, é preciso realizar tratamentos imediatos, para que não aconteça nenhum atraso grave ou crescimento acelerado no desenvolvimento do corpo, trazendo possíveis deficiências para o indivíduo.

A pediatria endocrinológica trata de condições como hipoglicemia, hipotireoidismo congênito, hiperplasia adrenal congênita, diabetes juvenil, tireoide de hashimoto, nódulos da tireoide. obesidade e puberdade precoce ou atrasada, entre outras condições relacionadas diretamente aos hormônios.

O ideal é procurar um médico da pediatria endocrinológica caso o paciente apresente sintomas como crescimento abaixo do normal em comparação com o resto da população ou o resto do grupo familiar; crescimento acelerado e acima do normal, se comparado com colegas da mesma faixa etária; puberdade em meninas de 6 a 8 anos e em meninos de 7 a 9 anos; pacientes que não apresentam sinais de puberdade acima dos 13 anos de idade; crianças com diagnóstico de diabetes mellitus; cansaço fácil após brincadeiras leves e hiperatividade. Pacientes que nasceram prematuros também podem requerer os cuidados da pediatria endocrinológica.

O teste do pezinho, por exemplo, é feito ainda na maternidade e é um exemplo do trabalho da pediatria endocrinológica porque ele ajuda na detecção do hipotireoidismo neonatal.

A Rede D’Or São Luiz conta com mais de 87 mil médicos, inclusive com especialistas em pediatria endocrinológica, espalhados pelos estados de Rio de Janeiro, São Paulo, Distrito Federal, Pernambuco, Sergipe, Maranhão e Bahia.

Os médicos da Rede D’Or São Luiz são capacitados para fornecer tratamento médico de excelência para pacientes de todas as idades.