Ressonância Magnética Endovaginal

Este exame serve para diagnosticar doenças como a endometriose, assim como a determinação do nível da doença.

O que é Ressonância Magnética Endovaginal?

A Ressonância Magnética Endovaginal é um exame de imagem que auxilia no diagnóstico de doenças ginecológicas pélvicas, uma vez que fornece uma avaliação abrangente da pelve, com alta resolução anatômica e espacial.

 

Como é feito o exame Ressonância Magnética Endovaginal?

A ressonância magnética endovaginal é realizada por meio de um campo magnético intenso e ondas de rádio, não utilizando radiação ionizante. Daí a importância de não estar utilizando objetos metálicos durante a realização do exame, bem como informar ao técnico responsável caso seja portador de marca-passo ou pinos no corpo.
Pacientes com insuficiência renal devem conversar com o médico uma vez que, para a realização do exame, pode ser necessário o uso de contraste.
A ressonância magnética endovaginal não é indicada também para gestantes que estejam no primeiro mês de gravidez, a não ser que possua indicação médica.

Para que serve o Exame Ressonância Magnética Endovaginal?

O Exame de Ressonância Magnética Endovaginal serve para diagnosticar doenças como a endometriose, assim como a determinação do nível da doença. Além disso, a ressonância magnética endovaginal pode ajudar no diagnóstico de patologias como:
– Síndrome da insensibilidade androgênica;
– Síndrome de Turner;
– Síndrome de Mayer-Rokitansky-Kuster-Hauser;
– Cisto do ducto de Gartner
– Entre outros.

A Rede D’Or possui hospitais espalhados por 6 estados brasileiros. Todas as instituições possuem selos de qualidade nacionais e internacionais, como o que é oferecido pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), que são uma garantia de excelência no atendimento hospitalar.
Ao todo, são mais 80 mil médicos das mais diversas especialidades, disponíveis para auxiliar no tratamento e no diagnóstico de condições diversas.

Exames e Procedimentos relacionados