Ortopedia

Ortopedia Oncológica

A ortopedia oncológica trata os tumores e cânceres que podem afetar áreas como os ossos, tendões, cartilagens e músculos que compõem o sistema locomotor do corpo humano. Essa especialidade, também chamada de onco-ortopedia, além de tratar, realiza os diagnósticos, descartando outras doenças que não são relacionadas ao câncer.

Marcar ConsultaENCONTRE UM ESPECIALISTA

O que é ortopedia oncológica?

A ortopedia oncológica trata os tumores e cânceres que podem afetar áreas como os ossos, tendões, cartilagens e músculos que compõem o sistema locomotor do corpo humano. Essa especialidade, também chamada de onco-ortopedia, além de tratar, realiza os diagnósticos, descartando outras doenças que não são relacionadas ao câncer. Os casos que tem origem na próstata ou mama, por exemplo, e evoluem para uma metástase que atinge os ossos do paciente também podem ser tratados pela ortopedia oncológica.

O câncer nos ossos é extremamente raro, sendo responsável por cerca de 1% do número de doenças diagnosticadas. Quanto mais cedo for detectado, melhor as chances de recuperação do paciente afetado por essa condição médica.

A ortopedia oncológica trata de diversos tipos de tumores: os benignos, que podem ser qualificados como osteoblastoma e condroblastoma, e os malignos, que são chamados de linfoma, mieloma e sarcoma, de acordo com a Associação Brasileira de Oncologia Ortopédica.

Por vezes, essa especialidade médica também ganha o nome de ortopedia oncológica e reconstrutiva já que, dependendo da gravidade do tumor, é necessário realizar cirurgias para sua retirada e também de parte da região afetada. Muitas vezes, esses procedimentos são seguidos por fisioterapia e cirurgias reconstrutivas que visam ajudar o paciente a recuperar parte de sua qualidade de vida.

A Rede D’Or São Luiz é referência no tratamento do câncer e na ortopedia oncológica por meio da Oncologia D’Or, uma rede de mais de 40 clínicas espalhadas pelos estados de Rio de Janeiro, São Paulo, Distrito Federal, Pernambuco, Tocantins, Ceará e Bahia, que possuem médicos que são referência no assunto e oferecem um tratamento de excelência.